Compartilhar:

A partida desta quarta-feira entre Atlético-GO e Flamengo pela segunda rodada do Campeonato Brasileiro, deve acontecer normalmente, mesmo após quatro atletas da equipe goiana testarem positivo para coronavírus. Inclusive, o ”Dragão” conseguiu um recurso na CBF para que seus jogadores infectados entrem em campo contra o rubro-negro carioca.

Fato este que incomodou a jornalista e apresentadora do SporTV, Janaína Xavirer: “Se eu sou jogador do Flamengo, ou qualquer outro, até parceiro do Atlético-GO, não entro em campo. Desculpa. Ok, ouviram as autoridades de saúde, o potencial de contaminação é pequeno, mas alguém crava que realmente não tem perigo?“.

Comentarista no mesmo programa de Janaína, André Loffredo concordou com a opinião da colega: “Com isso, está jogado fora, no lixo, rasgado, o protocolo. Não precisa mais de protocolo algum. Se um clube, ao ter jogadores que testam positivo, tem alguma possibilidade de colocar esses jogadores em campo, então o protocolo está rasgado, jogado no lixo. E vamos jogar futebol sem ter todos esses gastos, sem precisar de todo esse cuidado, já que vai jogar futebol de qualquer maneira“.

Para conseguir a liberação de seus quatro jogadores infectados, a diretoria do Atlético-GO afirmou que eles estão em reta final de contaminação. Ou seja, já teriam cumprido todo o o protocolo de quarentena e estariam ”sem risco de transmissão da doença”. A comissão médica da Confederação Brasileira de Futebol (CBF) acatou o argumento e liberou os atletas para jogarem nesta quarta-feira.

O médico do Atlético, Gleyder Souza, falou sobre o caso: ”Fui notificado há pouco, cerca de meia hora, da decisão. A comissão médica da CBF acatou meu recurso. O argumento foi baseado no nosso próprio protocolo e baseado nas últimas resoluções da CBF e das instituições de saúde. Entrou na pauta da reunião da comissão, que estava de plantão, e logo foi aceito o recurso”.

Créditos de imagem destacada: Reprodução

Compartilhar: