Com lance livre decisivo de Olivinha, Flamengo vence o Instituto pela Champions League Americas

Rafael Sacharny
Jornalista carioca formado pela FACHA, 25 anos e pós-graduado em Jornalismo Esportivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MRN Informação | Rafael Sacharny – O Flamengo voltou à disputa da Champions League Américas, na segunda janela da fase de grupos, vencendo os argentinos do Instituto no sufoco. Na noite desta segunda-feira, 8, o Rubro-Negro entrou em quadra na Arena Minas, e venceu por 78 a 77, com os últimos pontos sendo marcados em lances livres por Olivinha.

Agora, o time da Gávea lidera o grupo D com folga e pode se garantir na fase final da Champions com a vitória em cima do Minas, já nesta terça-feira, 9, às 17h40. O jogo terá transmissão ao vivo do DAZN.

LEIA MAIS: Flamengo passa ileso de sequência difícil e entra na rota do hepta do NBB

Marquinhos comemora a vitória do Flamengo ao final da partida na Arena Minas – Foto: Divulgação – BCLA

O Jogo

Como era de esperar, o jogo começou em alta intensidade, mas com o Flamengo sendo um pouco superior. Do lado argentino, o armador Scala foi o articulador e também o principal pontuador junto com Cuello, enquanto Marquinhos e Hettsheimeir iniciarem bem a partida para o Rubro-Negro. Só que a partir da metade do período, o Instituo ajustou a defesa e passou a pegar muitos rebotes ofensivos, conseguindo sempre uma segunda chance. Dessa maneira, o Flamengo ficou bastante tempo sem acertar nada, estourou o limite de faltas e, assim, viu o adversário abrir a vantagem inicial.

No segundo quarto, Luke Martinez fez a primeira cesta, mas logo em seguida o Instituto também marcou e manteve a larga vantagem. Sem acertar a defesa e cometendo erros também no ataque, o Flamengo continuou no prejuízo durante a maior parte do tempo. Já no fim, depois de um tempo técnico, Yago e Balbi acertaram em sequência duas bolas de três e diminuíram a distância para sete pontos. No entanto, os argentinos repetiram o jogo de transição muito forte e foram para intervalo na frente do placar – 49 a 37.

Virada no fim

Na volta do intervalo, o aproveitamento do Flamengo aumentou, mas mesmo assim o lado defensivo ainda não estava bem. Tanto é que antes da metade do período a equipe já estava com quatro faltas e ainda em desvantagem no placar. Entretanto, depois de melhorar o posicionamento defensivo, o Rubro-Negro teve uma sequência de arremessos certeiros e a vantagem do Instituto caiu para quatro pontos (60 a 56). Em seguida, Chuzito colocou o Flamengo na frente com uma cesta de dois e falta e posteriormente uma bola de três. Com isso, a partida ficou mais equilibrada, com as equipes trocando cestas e faltas. Por mais que o Rubro-Negro tenha entrado melhor no período, no fim o placar seguiu em vantagem para o Instituto – 67 a 64.

Em uma bandeja de Rafael Mineiro, o Flamengo abriu o placar no quarto final. De maneira idêntica ao período anterior, Chuzito acertou o arremesso do perímetro e virou o placar de novo. Em um rebote ofensivo, Mineiro reapareceu e marcou dois pontos importantes para o Flamengo abrir quatro de vantagem no marcador. A partida seguiu apertada, Scala novamente encurtou a distância, mas Balbi manteve a liderança rubro-negra. Com pouco mais de três minutos para o fim, o Instituto conseguiu a virada (77 a 76) e Gustavo de Conti pediu um tempo técnico. Na volta, as equipes fizeram boas defesas e no ataque erraram bastante, mantendo portanto o mesmo placar. Com apenas 04.4 segundos por jogar, Olivinha foi então para a linha de lances livres e converteu dois pontos. Os arremessos do ídolo rubro-negro garantiram mais uma vitória do Flamengo na campanha pela “Retomada das Américas”.

Classificação

Notícias do Flamengo

Blogs