Compartilhar:

A saída do técnico Jorge Jesus do Flamengo chegou em terras paulistas. Durante a coletiva virtual realizada na Academia de Futebol do Palmeiras, nesta sexta-feira (17), Vanderlei Luxemburgo disparou e alfinetou o antigo treinador do rubro-negro.

Segundo Luxa, se um técnico brasileiro deixasse uma equipe no meio do contrato, seria bastante criticado.

O Flamengo tem que resolver o problema do Flamengo, que perdeu o treinador. O treinador cismou de ir embora no meio do caminho, largou. É um treinador estrangeiro, mas, se fosse brasileiro que tivesse feito isso aí, a porrada hoje seria tamanha. Seria porrada a todo momento no treinador”.

Porém, o técnico do alviverde deu sua opinião e foi contundente, afirmando que o Flamengo continuará forte, mesmo sem o Mister em seu comando.

Ele (Jesus) foi, o Flamengo vai escolher o treinador e vai continuar com elenco forte e um dos candidatos em potencial à conquista do título. Não muda. Com Jesus ou sem Jesus, o Flamengo é candidato em potencial à conquista do título. Se vai ganhar é outra história. Tem que jogar.”

Saída de J.J.

Como o Mundo Rubro Negro adiantou com exclusividade no dia 6 de julho, Jorge Jesus acertou sua ida para o Benfica, de Portugal. O técnico teve o primeiro contato com os encarnados na última semana de junho. Sem entrar em detalhes, preferiu esperar. Os benfiquistas fizeram uma proposta oficial duas semanas depois. De acordo com pessoas ouvidas pela coluna, a motivação para o acerto é de ordem familiar e também incertezas sobre o futebol no Brasil por conta da descontrolada pandemia.

Uma reunião entre as partes vai selar a saída ainda nesta sexta-feira, 17, que deve ser anunciada assim que o Mister assinar com a rescisão. No acordo previsto com o Benfica, Jorge Jesus pediu toda comissão técnica, incluindo o médico rubro-negro, o doutor Márcio Tannure, que está no clube há mais de 15 anos e especialista na Medicina Esportiva. O contrato será de três anos.

Créditos de imagem destacada: Divulgação/Flamengo

Compartilhar: