25.8 C
Rio de Janeiro
domingo, janeiro 24, 2021

Mal treinada? Defesa do Flamengo é a segunda pior do Brasileiro

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

A defesa do Flamengo só tem números melhores do que a do Goiás

O Flamengo vive uma fase muito complicada no Campeonato Brasileiro. Após duas derrotas levando quatro gols, para São Paulo e Atlético-MG, os números mostram que a defesa vem sofrendo muito nas mãos de Domènec Torrent. O sistema defensivo do Mais Querido é a segunda pior do Campeonato Brasileiro, com 29 gols sofridos em 20 jogos. Atualmente, só está acima do lanterna Goiás, que sofreu 33 em 18 partidas.

Leia também: Balançando no Flamengo, Domènec vira sonho de consumo de clube dos EUA

O jogo

Escalações:

Atlético-MG: Everson; Guga, Junior Alonso, Rever, Igor Rabello e Guilherme Arana; Allan, Franco e Savarino; Keno e Eduardo Sasha.

Flamengo: Hugo Souza; Maurício Isla, Natan, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Thiago Maia, Gerson e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Pedro.

A partida se iniciou com o Atlético-MG muito efetivo. Em uma bola mas costas de Filipe Luís e Gustavo Henrique, o atacante Eduardo Sasha recebeu no miolo de zaga e aos três minutos, abriu o placar no Mineirão. O gol relâmpago dos mandantes assustou o Flamengo, e já aos sete, Keno recebeu sem marcação de Isla e finalizou sem chances para Hugo Souza, 2 a 0 para o Atlético Mineiro.

O Flamengo só levou perigo ao gol do adversário aos 33 minutos, quando em jogada ensaiada na cobrança de escanteio, Pedro cruzou para o meio, Gerson escorou e Willian Arão finalizou para a defesa de Everson. Aos 36, Natan novamente voltou a levar perigo em toque de cabeça, passando próximo à trave. Fim do primeiro tempo.

Na etapa complementar, Domènec Torrent não mexeu na equipe, porém com o um minuto de jogo, Pedro recebeu um cruzamento de Filipe Luís e cabeceou para uma grande defesa do Everson. A bola voltou para Bruno Henrique, que sem marcação chutou na trave.

Mas não demorou muito para o Atlético aumentar com 13 minutos. Eduardo Sasha de cabeça, 3 a 0. Foi quando Domènec iniciou as mudanças na equipe: Thiago Maia e Filipe Luís deixaram o campo para as entradas de Michael e Renê. Gabigol e Lincoln foram promovidos por Dome aos 33, entrando nos lugares de Pedro e Everton Ribeiro. Não funcionou, Zaracho aumentou o placar: 4 a 0.

Créditos de imagem destacada: Divulgação

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs