Marcos Braz é eleito vereador no Rio e explica situação no Flamengo

Agora vereador, Marcos Braz disse em coletiva sobre sua situação no Rubro-Negro em coletiva

O vice-presidente de futebol do Flamengo, Marcos Braz, foi eleito vereador pela cidade do Rio de Janeiro nas eleições deste domingo, 15. Com 40.938 votos, o dirigente foi o terceiro mais votado para composição da Câmara no mandato 2021-2024. Alvo de preocupação da torcida rubro-negra, o VP afirmou, há algumas semanas que pretende acumular os dois cargos.

LEIA MAIS: Racing perde a terceira seguida; balançando no cargo, Beccacece foca no Flamengo

Braz concorreu pelo PL (Partido Liberal), mais localizado ao Centro na política carioca. O rubro-negro ficou atrás apenas dos candidatos Tarcísio Motta (PSOL), Carlos Bolsonaro (Republicanos), Cesar Maia (DEM), Gabriel Monteiro (PSD) e Chico Alencar (PSOL) em número de votos.

Há algumas semanas, em entrevista coletiva, ele mostrou confiança e tranquilidade para conciliar as duas funções:

- Advertisement -

“Eu só saio do Flamengo demitido ou campeão do mundo. O trabalho vai continuar normalmente com muito carinho, com muito respeito sempre. Vamos nos dois. Pode ficar tranquilo que eu vou fazer os dois. Dá para fazer normalmente, é no Rio de Janeiro, não é viagem, não tem horário de jogo duas, três da tarde. Estou muito tranquilo quanto a isso.”, disse Braz.

Flamengo na campanha e inserções estratégicas na TV

Marcos Braz apostou no sucesso da sua gestão à frente da VP de futebol como trunfo para eleição. E conseguiu. Usando da identidade visual rubro-negra, o dirigente manteve o slogan famoso que fez sucesso nas redes sociais, o “gelo no sangue”, numa alusão à luta diária pelos resultados.

Com o jingle “Esse é vencedor”, Braz colocou, estrategicamente, suas inserções na televisão durante as partidas do Flamengo. Geralmente nos intervalos das partidas do Rubro-Negro, a estratégia funcionou e catapultou a candidatura.

Mesmo em meio às críticas de parte da torcida e a instabilidade da equipe com Domènec Torrent, Marcos manteve a postura externa de tranquilidade e diálogo, sem ir para o confronto com adversários ou quem divergia da sua divisão de cargos. Eleito, o agora vereador assumirá apenas em janeiro de 2021.

O dirigente assumiu a vice-presidência de futebol em janeiro de 2019, no início da gestão de Rodolfo Landim e sua gestão até agora é considerada muito vitoriosa. Sob seu comando, o Flamengo conquistou o Brasileirão, a Libertadores, dois estaduais, a Supercopa do Brasil e a Recopa Sul-Americana.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here