Compartilhar:

Ex-volante do Flamengo, o colombiano revelou que continua assistindo os jogos do rubro-negro e que prioriza o clube em uma volta ao Brasil

MRN Informação | Yago Martins – Twitter: @Yago_Martins23

O volante colombiano Gustavo Cuellar ainda não digeriu a forma de como foi sua saída do Flamengo na temporada passada. Após ser um dos xodós da torcida entre 2017 e 2018, o atleta aceitou a oferta do Al Hilal e fez as malas para o mundo árabe. Em entrevista ao canal Pilhado, no YouTube, o jogador se mostra arrependido.

“Acompanho até hoje o Flamengo. Ontem eu estava vendo o Arrasca, o Gabi. Sempre acompanho, sempre que dá tempo e eu to acordado de madrugada, vejo o futebol brasileiro. Se eu voltar ao Brasil, a prioridade é o Flamengo. Me arrependo da forma que saí, recebi muito carinho e respeito, e a saída não foi da melhor maneira”.

Veja também: Gabigol ultrapassa Tita e Léo Moura em estatística no Flamengo

Após deixar o Fla em agosto, o reencontro entre o volante e seus antigos companheiros aconteceu em dezembro. O Al Hilal de Cuellar esteve no Mundial de Clubes da Fifa, e foi o adversário do Mais Querido na semifinal da competição. O colombiano foi titular na vitória rubro-negra por 3 a 1 de virada, e ao término da partida foi cumprimentar seus ex-colegas. A saída de Cuellar gerou aos cofres rubro-negros um valor de 7,5 milhões de euros (cerca de R$ 34 milhões).

Chegada ao Flamengo

No dia 20 de janeiro de 2016, o Deportivo Cali-COL anunciou a venda de Cuellar ao Flamengo por R$ 8 milhões. O rubro-negro tinha adquirido 70% dos direitos econômicos do volante, que na época tinha 23 anos. O jogador esteve muito próximo do Cruzeiro, que negociou diretamente com o Cali, mas acabou desistindo, e o rubro-negro entrou forte para contratá-lo.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível criar conteúdo de qualidade sobre o Flamengo. Se você também acredita, clique aqui e torne-se apoiador do MRN.

Créditos de imagem destacada: Divulgação / Flamengo

Compartilhar: