Compartilhar:

Novo técnico do Santos, o português Jesualdo Ferreira elogiou na sua entrevista de apresentação o desempenho do Flamengo, do seu compatriota e amigo Jorge Jesus, na final do Mundial contra o Liverpool. Segundo Jesualdo, o Flamengo esteve no mesmo nível do Liverpool.

– – Vocês viram na final do Flamengo com o Liverpool duas equipes que discutiram o jogo ao mesmo nível. Chegar ao fim do Mundial de Clubes em que uma equipe brasileira e uma equipe inglesa, que neste momento para mim é a equipe top do mundo, é a melhor equipe do mundo no mesmo tempo, até porque foi campeã, mas estas duas equipes jogarem ao mesmo nível, indica que o futebol brasileiro tem capacidade para chegar ao nível das melhores equipes do mundo.

Após o Flamengo ser superado pelo Liverpool somente na prorrogação, o técnico Jorge Jesus exaltou o desempenho do seu time, dizendo que “fomos tão bons quanto eles”. A tese de que o Flamengo esteve no mesmo nível do Liverpool ganhou respaldo em grande parte da imprensa internacional, que ficou impressionada com o desempenho de um time sul-americano contra uma equipe dominante na Premier League e com orçamento muitas vezes maior, mas parte da imprensa brasileira preferiu ironizar uma suposta exaltação da derrota pelo Flamengo. Alguns jornalistas, como Raphael Rezende, do Sportv, e Menon, do UOL, se tornaram motivo de chacota entre a torcida rubro-negra nas redes sociais pela insistência com que tentaram provar a sua tese de que o Flamengo não competiu em condições de igualdade com o time inglês. Rezende insistiu que o Liverpool “controlou o ritmo” do jogo e se poupou para a disputa do Campeonato Inglês, embora a equipe tenha sido forçada a jogar 120 minutos em vez de 90 por não ter conseguido abrir o placar no tempo regulamentar.

Apesar da longa rivalidade vinda do tempo em que os dois treinavam respectivamente Porto e Benfica, Jesualdo é amigo de Jesus e almoçou com o técnico do Flamengo dias antes de embarcar para o Brasil. Antes de assumir o Santos, ele vinha trabalhando como comentarista na imprensa portuguesa. O sucesso de Jesus no Brasil foi fundamental para a abertura de um novo mercado para Jesualdo e outros técnicos portugueses — o Avaí já contratou Augusto Inácio e o Red Bull Bragantino deve fechar com Carlos Carvalhal.

Compartilhar: