Compartilhar:

O campeão mundial Mozer expressou em participação na Fox dúvidas sobre a capacidade de Thiago Maia, reforço recém-anunciado pelo Flamengo, estar à altura da exigência de jogar no Flamengo atual, principalmente na função desempenhada pelos atuais donos da posição de volante, Willian Arão e Gerson:

— Os dois jogadores que jogam na posição dele atualmente no Flamengo têm um comportamento coletivo e individual muito forte. Eu não sei se este jogador tem a capacidade para cumprir aquilo que é a exigência de jogar hoje em dia no Flamengo. O Flamengo tem uma atividade, sobretudo nessa zona do campo, muito forte, muito violenta. Ele infelizmente não teve muito sucesso no Lille, e eu não sei se ele no Santos teve uma passagem muito convincente. Ele já está numa fase de chegar e dizer a que veio. O Flamengo hoje é um clube apetecível para trabalhar, porém tem uma torcida extremamente exigente. O comportamento, ano passado de seis meses, essa equipe deixou um sabor e uma lembrança na torcida do Flamengo de um futebol maravilhoso, de uma dinâmica tremenda, de uma agressividade contra seu adversário, de uma imposição nacional muito grande. O Flamengo, é verdade, padecia de peças de reposição capazes de manter o mesmo nível. Mas vamos torcer que o Thiago Maia não seja só uma peça de reposição, mas sim que brigue pela posição.

Mozer porém admitiu que “não conhece bem” o jogador, e que “para o Flamengo tê-lo recrutado, ele deve ter sua qualidade”.

Revelado pelo Santos, Thiago Maia foi campeão olímpico pela seleção brasileira e foi vendido para o Lille em 2017. Ele nunca se firmou no clube francês e foi perdendo espaço — fez apenas 5 jogos na temporada iniciada em meados do ano passado. Ele foi emprestado para o Flamengo por 18 meses, com passe fixado ao fim do contrato.

Compartilhar: