Compartilhar:

O Flamengo anda disposto a sempre dar uma maior emoção ao jogo e, assim como na última partida, começou o segundo tempo sofrendo gol

Blog Resenha Rubro Negra | Jean Carlos Santos – Twitter: @JeanSantosCRF



Após a sacolada do último jogo a consequência óbvia seriam dias de cobrança e de caça às bruxas como comentei na última crônica, e assim foi. É notável a expansão da Flanicômio nas mídias sociais, porém, essa semana em especial o fluxo de absurdos ditos foram além do considerado regular. Flamengo

Teve torcedor cobrando esposa de jogador pós-derrota (?), torcedor fazendo piada com determinado jogador testando positivo pra Covid (?), torcedor pintando o momento atual como uma das maiores crises da história (?) e o já clássico torcedor fã de dirigente. Como diriam os Ramones, Mondo Bizarro.

Os percalços pré-jogo vão muito além do mundo digital, infelizmente acontecimentos no mundo físico também chamaram atenção, e quando a fase não é boa até a mãe natureza dá as caras pra tirar uma casquinha. Se o time treinando já deixa o torcedor preocupado com o que vê em campo, imagina sem treino, né? Mas com cinzas de vulcão não se brinca, e no domingo o camarada que atende por Sangay resolveu ajudar o time local nos fazendo perder um valioso dia de treino. Pra piorar, ainda no domingo, foi constatada uma lesão em Gabigol que o tiraria do jogo desta terça.

Veja também: Atletas à disposição de Dome para Palmeiras x Flamengo

Quando achei que a situação já estava ruim o suficiente, o destino provou que nada está tão ruim que não possa piorar. Na segunda pela manhã foi confirmado pelo clube que sete atletas testaram positivo para Covid-19, totalizando um total de 11 desfalques. Um time inteiro fora antes de um jogo importante pela competição mais importante disputada pelo clube. Hoje, para cumprir a cota de notícias ruins do dia, ainda teve o avião que levava a garotada para completar o banco de reservas, proibido de entrar em espaço aéreo peruano aumentando um pouco mais o drama para a partida.

Em um exercício de otimismo preferi me agarrar no fato prático de que a ausência de pontos do Barcelona genérico no grupo provava que, se o original já não anda lá essas maravilhas, não seria o genérico que nos causaria susto. Ledo engano.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Se você também acredita, clique aqui e torne-se apoiador do MRN.

O início foi bom, 6 minutos e gol de Pedro. Matador, aparece a chance e guarda. Num momento onde Gabigol precisa de algumas chances antes de guardar, Pedro prova por que merece vaga como titular. O jogo segue com o Flamengo pressionando, Gerson e Arrascaeta com vontade e futebol que andava sumido nos últimos jogos, fizeram a diferença hoje e junto de Pedro foram os craques do jogo. Everton Ribeiro infelizmente não estava na mesma rotação dos companheiros, mas assim como o resto do time fez um bom primeiro tempo, inclusive dando assistência para o gol de Arrascaeta. 2×0 e uma aparente tranquilidade.

Infelizmente, o time anda disposto a sempre dar uma maior emoção ao jogo. E, assim como na última partida, começou o segundo tempo sofrendo um gol. Aos 15 nosso time já não tinha mais a mesma disposição para pressionar e manter o jogo sob controle. O jogo assim foi até o fim. 2×1 e situação confortável no grupo, plenas condições de classificação, porém, os erros precisam ser corrigidos imediatamente; a defesa é uma peneira e não vai ser sempre que faremos no mínimo dois gols por jogo.

Os artigos assinadas não refletem necessariamente a opinião do MRN, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Alexandre Vidal / Flamengo

Compartilhar: