Compartilhar:

A real é que ninguém jogou bem e merecem ser criticados por isso, mais um jogo assim e corremos sérios riscos de ficar pelo caminho

Blog Resenha Rubro Negra | Jean Carlos Santos – Twitter: @JeanSantosCRF

Após a fraca atuação de domingo diante do esforçado Ceará, não me permiti ser influenciado e continuei confiante para o duelo desta quarta. Porém, conforme a semana foi passando a ficha foi caindo e a realidade bateu à porta: nosso time transmite zero confiança e é totalmente irregular. Time jogando mal, alguns desfalques e jogo na altitude. Difícil.

Em uma semana onde Neymar foi vítima de racismo, Cavani suspostamente fechando com o Grêmio, Thiago Neves no Atlético, protesto da torcida do Foguinho cobrando título, Benfica sendo eliminado da Champions (volta, Mister!)… aconteceu de tudo! E não aconteceu nada. O racismo continua existindo, Cavani segue sem clube, Thiago Neves foi parar no Sport, Botafogo continua sem títulos e o Benfica continua sendo time de Europa League. Ou seja, tudo normal. Faltava apenas a vitória do Flamengo num jogo de Libertadores para completar a normalidade, mas essa vai ficar em falta.

Veja também: Depois de goleada, Dome responde sobre permanência no cargo: ‘Não sei’

Após dois jogos e duas vitórias, esse era o jogo chave pra encaminhar a classificação e fechar o primeiro turno da fase de grupos líder isolado da Liberta. Fica pra próxima. A tensão já começou no pré-jogo com inúmeros relatos de queda ou delay na transmissão da partida feita exclusivamente pelo Facebook. O jogo já começou errado daí, futebol é na televisão! Porém, esse foi o menor dos nossos problemas hoje, talvez fosse até um sinal de que as coisas não sairiam como o planejado.

Como sabemos, nossa torcida é especialista em cornetar qualquer escalação que vá a campo. E hoje não foi diferente, inclusive concordo com a revolta em ver Diego Ribas ao invés de Thiago Maia no início da partida. Mas como o jogo era na altitude entendi que o Dome quis prender um pouco a bola ali na meiuca pra não deixar os inimigos tão à vontade. 15 minutos de jogo e vimos que isso não deu certo. O comandante dos caras certamente passou que nosso goleiro em campo era o reserva e o que se viu desde o início do jogo foram os caras chutando de tudo que é lugar na esperança de arrumar um gol. Conseguiram cinco.

Primeiro tempo foi tomado de bolas longas para correria dos nossos avançados como diria o Mister. Deu em nada, correria na altitude contra os nativos não sei se foi a melhor estratégia de ataque a ser adotada. Além disso, equipe totalmente espaçada em campo, erros de passe voltaram a se repetir, pouca intensidade na marcação, não conseguindo prender a bola e trocar mais que três passes… foda. Pra piorar, quando o primeiro tempo já estava se encaminhando pro fim num vantajoso 0x0, gol dos caras numa jogada em que se César se livrou da bola com um chutão pra frente, ela voltou pra nossa meta numa joga rápida dos bons atacantes do Independiente del Valle e caixa. 1×0. Justo, porém amargo.

Veja também: Notas e análises individuais de Independiente del Valle 5×0 Flamengo

Para o segundo tempo Bruno Henrique veio no lugar de Diego, e por alguns minutos tive esperança de ver uma boa atuação, já que Gabigol, BH, Arrasca e Everton estavam em campo e até pouco tempo isso era sinônimo de boas atuações. O quarteto já resolveu inúmeros jogos e por que não hoje também? Não rolou. Logo no início do segundo tempo mais dois gols do Del Valle. Aí era só esperar o tempo passar e o jogo terminar. Antes disso ainda levamos mais dois côcos e perdemos Gustavo Henrique lá do banco expulso por conta de uma confusão.

Não me lembro de ver uma apresentação tão ruim do Flamengo em um passado recente. Estávamos acostumados a parar em frente à TV já sabendo que iríamos sair com a vitória. Bons tempos que parecem recusar-se a serem repetidos. Agora é esperar o próximo jogo. O que nos resta é torcer por melhores apresentações: té lá vai ser o eterno caça às bruxas de culpar Fulano, Beltrano e Ciclano pela derrota. A real é que ninguém jogou bem e merecem ser criticados por isso, mais um jogo assim e corremos sérios riscos de ficar pelo caminho.

Os artigos assinadas não refletem necessariamente a opinião do MRN, sendo de responsabilidade exclusiva dos respectivos autores.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Se você também acredita, clique aqui e torne-se apoiador do MRN.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Conmebol / Divulgação

Compartilhar: