Compartilhar:

Fica aqui a tristeza pela perda e a admiração de um fã e que assim como eu viveu todas as emoções que o Flamengo pôde nos dar

Blog Resenha Rubro-Negra | Marcelo Neves – Twitter: @PMarceloneves

Hoje perdemos simplesmente o melhor jornalista da minha geração. O bom e velho Rodrigo Rodrigues transmitia alegria e juventude em qualquer coisa que fizesse, fosse apresentando um programa de variedades, musical, de esportes ou mesmo nos palcos com sua banda.

Flamenguista que se orgulhava em saber fazer o autógrafo do Zico. Vendo as homenagens que seus amigos fazem e os relatos sobre como ele era fora das câmeras me deixa com um pouco de inveja por não tê-lo conhecido e a certeza de que ele era realmente aquilo que eu imaginava.

Do mesmo autor: Sobre o novo técnico do Flamengo: Rei posto é rei morto

Em tempos de dificuldades, onde o calor humano, uma palavra amiga e a alegria são tão essenciais hoje em dia, perder um ser humano como o Rodrigo Rodrigues irá fazer sim muita falta.

Fica aqui a tristeza pela perda e a admiração de um fã e que assim como eu viveu todas as emoções que o Flamengo pôde nos dar.

Vá com Deus e nada de descanse em paz porque ao que parece descansar não era seu perfil, ao invés disso, continue espalhando sua imensa alegria em sua nova morada.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Se você também acredita, clique aqui e torne-se apoiador do MRN.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Divulgação

Compartilhar: