Compartilhar:

Yago Martins, do MRN Informação

Com o fraco aproveitamento do Benfica na volta do Campeonato Português, perdendo a liderança da competição para o seu grande rival Porto, o nome do treinador do Flamengo, Jorge Jesus, surge como a principal alternativa para substituir o atual comandante Bruno Lage. Mister, que renovou recentemente seu contrato com o rubro-negro até junho de 2021, tem uma multa rescisória de 4 milhões de euros, segundo o jornal português A Bola.

Ainda segundo o jornal, existe a expectativa em Portugal, que Lage seja demitido até a próxima segunda-feira, quando os Benfiquistas enfrentam o Marítimo, fora de seus domínios.

Jorge Jesus é ídolo no Benfica. Na sua passagem que durou seis temporadas, conquistou os seguintes títulos: Liga Portuguesa: 2009/10, 2013/14, 2014/15, Taça de Portugal: 2013/14, Taça da Liga: 2009/10, 2010/11, 2011/12, 2013/14, 2014/15 e Supertaça de Portugal: 2014/15.

Ao ser perguntado sobre uma possível volta do ex-treinador, o presidente do Benfica, Luís Filipe Vieira, se esquivou: ”É um grande treinador, mas não posso dizer que desta água nunca beberei. Não sei se não regressa um dia. É um profissional que deixou uma marca no Benfica, com um modelo de jogo que galvanizou muito os sócios”. Vieira, que é amigo pessoal de Jorge Jesus, deu esta declaração no início deste mês, quando já havia uma forte pressão pela saída de Bruno Lage.

Em entrevista coletiva no Ninho do Urubu, na última terça (22), o vice de futebol Marcos Braz, garantiu que não foi colocada nenhuma cláusula que permita a saída do técnico para qualquer equipe.

No contrato do Jorge Jesus não tem estipulado nenhum clube que ele possa sair“, declarou Braz. Ao firmar seu contrato com o Flamengo por mais 12 meses, Mister colocou novamente a meta de ser campeão Mundial pelo clube como seu objetivo principal.

Créditos de imagem destacada: Divulgação/Flamengo

Compartilhar: