24.8 C
Rio de Janeiro
terça-feira, janeiro 26, 2021

Notas do jogo: Atlético-MG 4×0 Flamengo

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Vexame do Flamengo no Mineirão! Time comandado por Domènec Torrent é devorado pelo Atlético-MG de Jorge Sampaoli

Notas atribuídas por torcedores da comunidade MRN – Pensar Flamengo

Leia as análises individuais e notas dos jogadores concedidas pelo time de colaboradores do MRN:

Hugo: Para um goleiro em formação não há nada pior que uma zaga horrível e uma bagunça tática. Não teve culpa nos gols (o que passou embaixo das pernas foi à queima-roupa). Mas evidentemente lhe falta o que Diego Alves tem de sobra, liderança. E isso só virá com tempo e experiência. Hugo é uma revelação, um achado, mas a zona tática/técnica desse time está expondo demais a nossa cria. Nota: 5,0.
Por Danton Freitas

Isla: Mais um jogo ruim do lateral direito, pouco efetivo no ataque e desastroso na defesa. Nota: 0,0.
Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro04

Gustavo Henrique: Não podemos negar que é o zagueiro mais decisivo do Brasil. Além de várias assistências, hoje meteu um golaço. Quando o vejo numa disputa em velocidade, me dá a impressão que o atacante é uma Ferrari e ele um Fusca (que me perdoem os amantes do Fusca). Não tenho palavras, porém não irei ofender com palavras de baixo calão pois sou um cara educado. Nota: 0,0.
Welson Alves – Twitter: @welson_fla

Natan: Dome parece estar fazendo de tudo para queimar o menino deixando Gustavo Henrique ao seu lado. Defesa toda muito mal. Nota: 3,0.
Vitor Mathura – Twitter: @v_mathura

Filipe Luís: Deu muito espaço, tinha uma avenida em suas costas. Além disso, não conseguiu dar qualidade a frente. Nota: 2,0.
Renê: Não mudou em nada o panorama. Talvez tenha ido até pior que o F. Luis. Nota: 1,5.
Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Arão: Como todo o time, teve uma atuação horrível. Perdido, sem disposição e displicente, o Arão pré-Jesus voltou. Nota: 1,0
Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes.

Thiago Maia: Partida extremamente abaixo da média do meio campista. Levou um amarelo logo no inicio da partida que impossibilitou a marcação mais acirrada. Além disso, errou muitas tomadas de decisão nas subidas ao ataque, além de algumas falhas técnicas. Foi uma de suas piores partidas no Flamengo, mas não interferiu diretamente nesse vergonhoso jogo.
Nota: 3,0.
Michael: Entrou tentando muito mas, como de costume, cometeu diversas falhas técnicas. Pelo menos ganha crédito por ter tentado mudar o irreversível. Nota: 2,5.
Ighor Lopes – Twitter: @ighorlps

Gerson: Único jogador que mostrou um pingo de indignação com o que aconteceu em campo. Correu, brigou e disputou bolas até o fim. Se não temos o que elogiar na parte técnica e tática, pelo menos podemos elogiar sua vontade. Nota: 5,0.
Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Everton Ribeiro: Tentou a construção das jogadas pelo meio e foi mais participativo, porém sem efetividade. Nota: 5,0.
Lincoln: Entrou já com o jogo resolvido e não acrescentou em nada. Nota: 2,0.
Rafael Albuquerque – Twitter: @R_Albuquerque01

Bruno Henrique: Repetiu a atuação ruim dos últimos jogos. Parece ter esquecido que pode fazer outra coisa que não seja cortar pro meio. Nota: 2,0.
Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Pedro: Teve as melhores chances, mas acabou parando no goleiro adversário. Até tentou chamar as jogadas e sair para o jogo, mas o fraco desempenho da equipe impediu isso. Um dos que menos teve culpa, e que esteve mais próximo de fazer o gol para o Flamengo. Nota: 6,0.
Gabigol: Entrou, mas não participou. Provavelmente não estava apto a jogar mais minutos. Sua entrada foi totalmente desnecessária e figurativa. Poderia ter sido mantido no banco, não merecia estar presente neste vexame.
Nota: Sem nota.
Ighor Lopes- @ighorlps

Domènec Torrent: Procurei não ficar criticando. Tentei dar tempo ao tempo e tentei achar desculpas pra enganar a mim mesmo. Torci muito pra dar certo, mas hoje vejo que errei. Errei quando defendi em grupos e quando achei que o tempo mudaria as coisas.
Domènec me lembra o Felipe Massa com a Ferrari na mão. Domènec me lembra o Abel Braga. É fraco e não tem condições nenhuma de treinar um time como o Flamengo. Sobre o jogo de hoje, o silêncio vai falar por mim, vergonha define o trabalho desse senhor!
Nota: 0,0.
Welson Alves – Twitter: welson_fla

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Marcelo Cortes / CRF

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs