Notas do jogo: Flamengo 3×1 Coritiba

Rogério Ceni não poupa, e o Flamengo mostra raça, inspiração e mais organização para bater com facilidade um Coritiba que luta contra a degola

Notas atribuídas por torcedores da comunidade MRN – Pensar Flamengo

Leia as análises individuais e notas dos jogadores concedidas pelo time de colaboradores do MRN:

Diego Alves: Praticamente não foi exigido. Sua maior importância foi nas saídas de bola com os pés, apesar de ter errado algumas que poderiam ser perigosas. Além disso, foi importante ao dar a bronca no Léo Pereira. O goleiro deixou claro que merece renovar o contrato e ser capitão desse time, que sente falta de um líder com braçadeira dentro de campo, né Everton Ribeiro? Nota: 8,0.
Ighor Lopes – Twitter: @ighorlps

- Advertisement -

Isla: Grande jogo do nosso lateral. Não sofreu na defesa, devido a pouca intensidade do Coritiba no jogo, e apoiou bem o ataque. Deu uma assistência e fez várias boas jogadas. Nota: 8,5
Matheuzinho: Entrou e não teve tempo de mostrar nada. O gol sofrido foi no seu lado do campo, mas ele não teve culpa. Sem nota.
Welson Alves – Twitter: @welson_fla

Thuler: Contra um adversário que tentou não levar uma goleada, o zagueirão fez o simples e não se complicou. Nota: 6.0.
Edson Lira – Twitter: @Edsonjslira

- Advertisement -

Léo Pereira: Nem em jogo fácil conseguimos ficar em paz! Nota: 3,0.
Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Renê: No primeiro tempo foi muito tímido, quase sem apoiar o ataque. Na segunda parte do jogo se soltou um pouco mais e participou bastante do jogo, sendo coroado com um gol após tabelinha com Vitinho. Na parte defensiva como sempre esteve bem postado e não sofreu com o fraco ataque do Coritiba. Foi bem, mas não da pra entender como a lateral esquerda não tem o jovem e promissor Ramon na ausência de Filipe Luis. Nota: 7,0.
Rafael Albuquerque – Twitter: @R_Albuquerque01

Willian Arão: O volante fez um bom jogo hoje. Foi seguro na cobertura e na proteção a frente da área. Ainda tenta recuperar a forma de jogar taticamente, mas melhorou nos últimos jogos. Conseguiu ser muito eficiente na saída de bola e na distribuição das jogadas, acertando 92% dos passes. Nota: 7,5.
Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Gerson: Ainda distante do Gerson de 2019, mas fez o jogo fluir no meio de campo. Um alento ver a sua melhora perto de um jogo decisivo pela Libertadores. Nota: 7,5.
Diego: Não teve atuação destacada. É um reserva de peso e sua volta é importante para dar experiência ao time em um momento tão atribulado. Nota: 5,0.
Danton Freitas

Arrascaeta: Hoje mostrou o quanto é importante para o time coletivamente, mesmo sem muito ritmo de jogo. A dinâmica do jogo muda radicalmente com ele em campo. Jogador lúcido com a bola e sem a bola. Ocupa muito bem os buracos que os adversários dão em campo e ataca os espaços com perfeição. Tomara que esteja inspirado para o jogo de terça-feira. Mostrou tranquilidade para dar a assistência para o Bruno Henrique. Nota: 8,0.
Sérgio Ribeiro – Twitter: @sergioribeiro04

Everton Ribeiro: Boa partida do nosso capitão. Buscou muito o jogo, fez varias jogadas e uma bela dupla com Arrascaeta. Estávamos com saudades dos dois juntos. Apesar disso, perdeu oportunidade clara de gol no primeiro tempo, quando cabeceou no travessão. Nota: 8,0.
Lázaro: Entrou e participou pouco do jogo, ainda parece um pouco inibido no time principal. Talvez com mais tempo em campo melhore seu jogo. Nota: 5
Welson Alves – twitter: @welson_fla

Vitinho: Uma partida ok do menino Vitor. Sem lances de destaque mas contribuindo para a evolução das jogadas, além de boa movimentação. No primeiro tempo, quase acertou uma assistência para Arrascaeta, mas o Uruguaio não conseguiu alcançar o cruzamento à meia altura. Nota: 7,0.
Pedro Rocha: Entrou aos 39 minutos do segundo tempo. Não deu tempo nem de sujar o short. Sem nota.
Edson Lira – Twitter: @Edsonjslira

Bruno Henrique: Pareceu mais preparado fisicamente, mas perdeu muitos gols que poderiam fazer falta em outro jogo. Apesar disso, fez uma boa partida com bastante movimentação. Nota: 7,5.
Michael: Não teve tempo de fazer seus malabarismos inúteis. Sem nota.
Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Rogério Ceni: Com um pouco mais de opções de jogadores ‘inteiros’, pôde colocar seus comandados na posição em que mais rendem. Montou um time intenso que refletiu no campo seu comportamento na área técnica e lembrou os melhores momentos do ano passado. Demorou um pouco pra mexer no time no segundo tempo mas a demora foi compreensível, o placar de apenas dois gols de diferença não era garantia da vitória. Viu seu time massacrar o adversário mas perder muitos gols, principalmente com Bruno Henrique. Com certeza, sentiu mais ainda a falta dos seus dois principais goleadores. Nota: 9,0.
Rafael Albuquerque – Twitter: @R_Albuquerque01

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here