Compartilhar:

Veja as notas e análises das atuações da humilhação imposta pelo Flamengo ao terceiro colocado Palmeiras, pela 36ª rodada do Brasileirão

O Palmeiras tentou de tudo para conseguir segurar o já lendário Flamengo de 2019, na antepenúltima rodada do Campeonato Brasileiro. Primeiro, Mano Menezes deu folga para seus titulares na rodada anterior, quando perdeu para o Fluminense.

Acesse agora useartillero.com e concorra a uma camisa irada na promoção de lançamento do site!

Depois, com uma mãozinha do judiciário, proibiu a magnética de assistir o seu time no Allianz Parque. As ameaças da torcida, com protestos na porta do Centro de Treinamento palestrino e pelas redes sociais, também não surtiram efeito.

Este Flamengo de Jorge Jesus segue incólume e sem ferimentos rumo ao seu destino: ser o melhor time da história dos pontos corridos no Brasileirão.

Confira as notas das atuações desse Flamengo 0 x 1 Grêmio, feitas pelos membros do grupo de Whatsapp do MRN Pensar Flamengo.


Diego Alves: O goleirão rubro-negro participou bem do jogo. Foi exigido um pouco mais no segundo tempo, quando a concentração da equipe caiu bastante e o adversário criou algumas chances. No lance do gol, não tinha o que fazer já que foi um lance muito rápido, outra vez pelo lado direito e novamente com o Rodinei em campo, como no jogo passado. Nota: 8,0.
Por Rafael Albuquerque – Twitter: @O_RafaelAlbuque

Rafinha: É muito bom jogador, consegue fazer partidas incríveis e criar jogadas por dentro e por fora. Entretanto, tem que tomar cuidado em algumas situações onde toma cartões cedo por jogadas sem necessidades e que pode vir prejudicar o time. Fez um bom jogo e deu um belíssimo lançamento para Arrascaeta encontrar Gabigol dentro da área. Nota: 8,0.
Rodinei: Rodinei é aquele cara que não deve ficar para o próximo ano. Alterna várias partidas ruins com uma ou outra boa. Falhou no gol como no jogo passado. Não consegue substituir o Rafinha a altura. Nota: 5,0.
Por Willian Sian Herzog – Twitter: @willian_sian

Rodrigo Caio: Não apareceu tanto na parte defensiva, mas foi bem quando exigido. Nota: 7,0.
Por Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Rhodolfo: Sua performance é bem irregular, alterna jogos bons com ruins. Fez uma partida bem ruim, fora de ritmo de jogo, sem velocidade e deficiência em alguns lances. Até consegue sair bem com a bola no chão quando não entra no modo desespero, o que aconteceu hoje. Foi assim que cometeu pênalti bobo não marcado em Dudu. Exagerou nos chutões e errou muitos passes. Não fará falta no elenco no próximo ano. Nota 5,0.
Por Willian Sian Herzog – Twitter: @willian_sian

Filipe Luís: Fez uma partida apenas regular. Com muita dificuldade de parar o Dudu, que por sinal, criou muitas dificuldades para todo o setor defensivo esquerdo. Depois da contusão séria no joelho, vem tendo dificuldades de fazer aparecer seu melhor jogo. Nota: 6,0.
Por Ivo Junior – Twitter: @ivofsjr

William Arão: Mais um bom jogo do camisa 5. No primeiro tempo jogou tendo Gerson ao lado na saída de bola e fez mais um ótimo jogo, no segundo tempo ele mudou um pouco de posicionamento, após a entrada de Piris da Motta mas manteve o nível da atuação: importante na defesa e fundamental na saída de bola. Nota: 8,0.
Por Marcio Marcondes – Twitter: @mjmarcondes

Gerson: Pouca idade e muita sabedoria de futebol. Está sempre disponível nos espaços do campo, sabe fazer o jogo fluir da maneira que ele acha mais conveniente. Sua leitura de jogo foi importante para o terceiro gol do Fla ao interceptar o passe e dar assistência para o Gabriel. Nota: 8,0.
Por Ricardo Bitencourt – Instagram: @drbitenco

Vitinho: Apareceu bem hoje, deu opção, buscou o jogo, triangulou e mostrou mais a vez que será um jogador importante para o elenco. O melhor um contra um da equipe, aquele que pode desequilibrar e quebrar as linhas adversárias. Nota: 7,5.
Piris da Mota: Entrou no lugar do Vitinho para ajudar na recomposição defensiva e novamente mostrou que está uma prateleira abaixo dos demais jogadores do meio campo rubro-negro. Nota: 4,5.
Por Marcelo Franco – Twitter: @FrancoMarcelo_

Bruno Henrique: Por incrível que pareça, hoje nosso BH não estava inspirado. Cumpriu seu papel em campo, embora mais apagado. Fez um primeiro tempo regular e saiu após sentir dores musculares (que Jesus o proteja). Nota: 7,0.
Diego Ribas: Diego teve uma melhora com Jesus, e após a final da Libertadores muito se esperava do futebol a ser apresentado por ele, mas hoje infelizmente decepcionou. Segurou muito a bola. O gol perdido no fim do jogo mostra alguma das razões do Flamengo ter ficado no cheirinho em 2017: não consegue ser decisivo. Nota: 5,0.
Por Millena Falcon – Twitter: @falconcrf_

Arrascaeta: Um bom primeiro tempo, deixando o seu e indo abraçar Gabigol, como manda o figurino. E depois retribuindo com mais uma belíssima assistência para o camisa 9 converter o segundo tento. Arrascaeta é o recordista da categoria “tapas nojentos” nesse Brasileiro. No segundo tempo, com um placar de 3 a 0 e a taça já na Gávea, o uruguaio foi mais um no time do Flamengo que resolveu antecipar as férias ainda dentro de campo. Justo. Nota: 8,0.
Por Edson Lira – Twitter: @Edsonjslira

Gabriel Barbosa: O artilheiro voltou. Após ficar de fora da última partida por suspensão, entrou bem e conseguiu ser decisivo novamente. A dupla com Arrascaeta funcionou e o atacante mostrou mais uma vez poder de finalização ao fazer dois gols. Gabigol também soube ser garçom, assistindo o companheiro mesmo podendo finalizar a gol no lance em que o time abriu o placar. A artilharia do campeonato tem dono. Nota: 10,0.
Por Rafael Albuquerque – Twitter: @O_RafaelAlbuque

Jorge Jesus: Elogiar a visão de jogo, o nível de exigência e a capacidade tática de Jorge Jesus é chover no molhado. Colocar o time titular no jogo de hoje e cobrar como em todos os outros jogos é só mais um exemplo da seriedade desse grande treinador. O gol no início e a falta de reação palmeirense transformaram a partida em um treino de luxo. Nota 8,0.
Por Miguel Peters – Twitter: @miguelpeters

Não deixe de ler também

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: