Compartilhar:

Diretor de futebol profissional nos últimos 15 meses, Carlos Noval voltará a trabalhar com a base, onde fez sua carreira no Flamengo, mas sem sair do organograma do futebol profissional. Ele irá ocupar o cargo de gerente de transição entre a base e o profissional, que até hoje era função do ex-jogador Leo Inácio.

No cargo, Noval terá a função de acompanhar o processo de promoção dos atletas formados no clube para o time principal. Entre os atletas que ele acompanhará estará a promessa Reinier, de 17 anos, considerado um dos principais jogadores de sua faixa etária no mundo e com multa estimada em 70 milhões de euros.

Noval foi substituído no cargo de diretor de futebol profissional por Bruno Spindel. Ele teve o melhor aproveitamento de pontos entre os últimos 5 diretores de futebol, mas não conseguiu conquistar títulos além do Campeonato Carioca deste ano.

À frente da base, porém, o histórico de Noval é muito mais vitorioso: na sua gestão o Flamengo conquistou, por exemplo, três títulos da Copa São Paulo, principal torneio sub-20 do país — antes, o Flamengo só tinha uma conquista. O clube também voltou a revelar de maneira consistente atletas que vêm sendo aproveitados no time profissional e cujas vendas renderam mais de 100 milhões de euros ao Flamengo nos últimos três anos.

O elenco profissional do Flamengo conta atualmente com 12 atletas formados na base do clube, mas poucos são usados de maneira consistente. Apenas o zagueiro Léo Duarte vem sendo titular ao longo desta temporada.

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: