Compartilhar:

O poder de fazer com que acreditem que determinada jogada ou prática vai dar certo potencializa o desempenho coletivo e individual

Blog Ficou Marcado na História | Allan Titonelli – Twitter: @AllanTitonelli

A psicologia exerce grande influência no esporte, cujos estudos de Neurociência Cognitiva e Comportamental (NCC) comprovam a assertiva, conforme explica artigo de Emílio Takase, nominado “Neurociência do esporte e do exercício”.

No texto ele cita o exemplo de que no tênis o fator psicológico é mais importante que o físico. E continua relatando outros casos em que a concentração e o controle mental são muito relevantes para o esporte, como: a cobrança de um pênalti, o saque decisivo no tênis ou o lance livre no basquete.

Do mesmo autor: O simbolismo que incomoda

O poder de fazer com que os jogadores acreditem que determinada jogada ou prática vai dar certo potencializa o desempenho coletivo e individual. E há diversas técnicas para ajudar, as quais passam por treinamentos mentais. Por exemplo, a conquista da Libertadores de 2013 pelo Atlético-MG conseguiu conectar uma grande campanha mental de sucesso, por meio da força do “Eu Acredito”.

O Flamengo de Domenèc precisa se reconectar com essa concentração e autoconfiança, as quais esbanjaram em 2019. E para isso tem que contratar um novo Coach Mental, após a saída de Evandro Mota, junto com Jorge Jesus. Até porque a motivação, lançamento de desafios, entre outras práticas, parecem não ser o forte de Dome.

A quantidade de chances claras perdidas (a qual o Flamengo lidera no Brasileiro 2020), a falta de concentração na marcação, a aceleração ao ataque de forma desorganizada ou a volta do famoso chuveirinho na área evidenciaram falhas no controle mental do time nos momentos em que esteve atrás do placar.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível criar conteúdo de qualidade sobre o Flamengo. Se você também acredita, clique aqui e torne-se apoiador do MRN.

Há evidências que o acerto tático do time depende da retomada da autoconfiança e do autocontrole. O Flamengo precisa retomar uma atuação convincente para que volte a ter confiança.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Alexandre Vidal / Flamengo

Compartilhar: