Compartilhar:

Yago Martins, do MRN Informação

Twitter: @Yago_Martins23

Saiba o que os atletas do Flamengo falaram na zona mista após o 3 a 0 contra o Athletico-PR

Na manhã deste domingo (16), o Flamengo goleou o Athletico-PR por 3 a 0 e conquistou o título da Supercopa do Brasil, no estádio Mané Garrincha, em Brasília. Os gols foram marcados por Bruno Henrique, Gabigol e Arrascaeta. A taça é inédita para o rubro-negro carioca, que agora tem 12 títulos nacionais em sua história.

LEIA: Flamengo conquista seu décimo segundo título nacional na história

SEJA SÓCIO TORCEDOR

O JOGO

Jorge Jesus mandou a campo a seguinte equipe: Diego Alves, Rafinha, Gustavo Henrique, Rodrigo Caio, Filipe Luís (Renê), Arão, Gerson, Everton Ribeiro (Diego), Arrascaeta (Michael), Bruno Henrique e Gabigol.

No primeiro tempo, Bruno Henrique (aos 14) de cabeça, e Gabigol (aos 28), aproveitando grande vacilo de Márcio Azevedo, marcaram para o Mais Querido. O Fla continua em cima, sem dar chance ao clube paranaense, que só assustou com o volante Erick, desperdiçando oportunidade, livre entre os zagueiros.

Na segunda etapa, Dorival Júnior fez duas alterações, mas o Flamengo continuou controlando a partida, e “matou” aos 23. Bruno Henrique é lançado na esquerda, dispara na velocidade, invade a área e tenta o toque para Gabigol. Santos desvia, a bola sobra para Arrascaeta, livre, só mandar para o gol vazio. 3 a 0, e o título estava consumado.

ENTREVISTAS NA ZONA MISTA

Gabigol responde sobre possível provocação após o título:

“Eu sempre faço essa comemoração depois do gol e depois fui comemorar com a torcida. Não teve nada de provocação, se eles acharam, problema”.

Bruno Henrique sobre os objetivos rubro-negros para a temporada:

“Estamos com os pés no chão, sempre com humildade. Sabemos a força e o elenco que nós temos para disputar todos os títulos pela frente”.

Com um corte na testa ocasionado na hora do comemoração, Everton Ribeiro disse:

“Na hora de levantar a taça, ela acabou batendo ali (na testa) e fez um corte, mas está valendo. O que importa é comemorar bastante”.

Michael se mostrou emocionado pelo primeiro título pelo Flamengo”

“Estou muito feliz por ter entrado, participado e ajudado. Mas a felicidade maior é por ser campeão. Agora é comemorar e descansar, mas já teremos grandes jogos pela frente”.

Diego elogiou a dupla Gabigol e Bruno Henrique:

“Essa dupla está tirando onda demais. São sempre as primeiras opções que nós temos. É dominar a bola e olhar pra eles. A ideia é essa, ser eficiente e deixar eles em boas condições para fazer o que eles mais sabem, que é gol”.

Crédito de imagem destacada: Divulgação/Flamengo

O MRN depende do apoio de leitores como você para continuar fazendo uma cobertura criativa, propositiva e ética do Clube de Regatas do Flamengo. ➡ Junte-se a nós

Compartilhar: