Patrocinadora do Flamengo vive dificuldades financeiras, diz comunicado

Bruno Guedes
Jornalista e Historiador, é apaixonado por futebol bem jogado. Já atuou na Rádio Roquette Pinto e como colunista no Goal.com. Siga no Twitter: @EuBrguedes

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Patrocinadora do Flamengo afirmou que pretende “desinvestir” em um plano de cinco anos

MRN Informação | Bruno Guedes – Twitter: @eubrguedes

Patrocinadora do Flamengo, a Adidas anunciou nesta terça-feira, 16, a venda de sua filial americana Reebok. Em dificuldades financeiras há anos, a empresa alemã pretende “desinvestir” em um plano de cinco anos. A proposta formal de venda deve ser divulgada em março.

Segundo o comunicado divulgado à imprensa, a Adidas tomou a medida como esforços para colocar em dia suas pendências financeiras:

“Depois de uma reflexão cuidadosa, chegamos à conclusão de que Reebok e Adidas serão capazes de melhorar significativamente sua potência de crescimento de forma independente”, explicou o presidente da multinacional, Kasper Rorsted.

LEIA MAIS

Flamengo x Internacional: onde assistir, prováveis escalações e tudo sobre a partida

Quem sai e quem fica: o Flamengo no mercado

Por conta da pandemia, a Adidas fechou o primeiro semestre de 2020 com um prejuízo de € 264 milhões. Entretanto, a comercialização de produtos pela internet quase duplicou no segundo trimestre. Essas vendas evitaram que os números fossem ainda pior.

No Brasil a empresa tem contratos com clubes como Flamengo, Internacional, São Paulo e Cruzeiro. Entretanto, outros gigantes internacionais também são parceiros da Adidas, como River Plate, Boca Juniors, Manchester United, Bayern de Munique e Juventus.

A Adidas adquiriu a Reebok em 2006, por US$ 3,8 bilhões. A compra fazia parte da estratégia de atacar a Nike, principal concorrente. Victoria Beckham, Cardi B e Ariana Grande já colaboraram com a marca que jamais teve uma independência financeira. A empresa atualmente está avaliada em cerca de 800 milhões de euros (US$ 973 milhões).

Adidas e Flamengo acertaram contrato em 2012

Flamengo e Adidas assinaram acordo de 10 anos em dezembro de 2012. O contrato previa premiações e tabela de aumento do percentual de royalties a partir do cumprimento de metas de vendas.

O valor mínimo até o quinto ano de contrato era de R$ 30,3 milhões (resultado da soma do mínimo de royalties, R$ 8 milhões, teto de material fornecido, R$ 9,8 milhões, e pagamento fixo anual em dinheiro de R$ 12,5 milhões).

Atualmente o clube recebe R$ 17.6 milhões anuais da Adidas. Os valores são divididos em duas parcelas de R$ 8.8 milhões, pagas nos meses de abril e outubro. É o maior contrato de material esportivo do Brasil.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs