Compartilhar:

Lateral-direito do Olympiacos, da Grécia, falou ainda sobre Jorge Jesus

MRN Informação | Bruno Guedes – Twitter: @eubrguedes

O lateral Rafinha afirmou em entrevista ao programa ‘Aqui com Benja’, que vai ao ar neste sábado, às 23h45m, no “Fox Sports”, que o lado financeiro foi decisivo para sua saída do Flamengo. Segundo o ex-camisa 13 do Rubro-Negro, a boa proposta do Olympiacos, da Grécia, e a proximidade do fim da carreira pesaram na decisão para sua saída.

Leia também: César está curado da Covid e volta aos treinos do Flamengo focado na Libertadores

A afirmação foi feita ao jornalista Benjamin Back, quando questionado sobre o porquê de deixar o clube carioca após ganhar tudo e ter se tornado ídolo em tão pouco tempo. Para o lateral, apesar da direção do time da Gávea ter feito o máximo possível para ele ficar, a proposta era alta demais para o que pode ser o seu último contrato: “Preciso pensar na minha família, temos que ser realistas e pensar no lado financeiro. Agradeço ao Flamengo. Fizeram de tudo para eu ficar, mas me entenderam. Estou com 35 anos, minha carreira está acabando. Esse é certamente meu último contrato”, afirmou Rafinha.

Mais notícias: Arrascaeta volta ao palco do histórico gol de bicicleta de 2019

Sobre o trabalho do técnico Jorge Jesus, que também deixou o Flamengo recentemente, Rafinha não poupou elogios e o comparou a Guardiola como o melhor com quem trabalhou: “Ele (Jorge Jesus) tem as opiniões dele e não tinha muito diálogo no começo, então tivemos uns confrontos, era cada pega que a gente tinha, mas era tudo para o bem do time. (…) Ele está na lista dos melhores treinadores que tive, junto com Guardiola”, declarou o jogador que foi apresentado oficialmente na semana passada pelo time grego.

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Reprodução / FlaTV

Compartilhar: