Compartilhar:

Desde quando começou a ser discutida a volta do Campeonato Carioca, ainda durante o período de quarentena, Flamengo e Fluminense tinham opiniões distintas e descordavam severamente em seguidas reuniões na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (Ferj).

Na época, o rubro-negro queria acelerar o retorno da competição, preocupado com o longo tempo de inatividade de seus atletas. No entanto, seu rival não se mostrava a favor deste movimento, pedindo para que o Carioca retornasse apenas no final de julho. Em meio deste episódio, existia o contrato de ambos em conjunto para administrar o Maracanã. A parceria se iniciou em 2019, e mesmo com seus percalços dura até os dias de hoje. E mesmo com os desentendimentos sobre outros temas, Mário Bittencourt, presidente do clube das Laranjeiras, afirmou que a união no assunto sobre o estádio não se abalou.

A gente tinha posicionamentos antagônicos em duas questões, naquele momento, sobre pontos específicos. Sobre o retorno, ao qual éramos contra naquele momento, achamos que era preciso esperar a curva baixar. Nossa visão era mais sensata. Nunca fomos contra voltar só por voltar. Sabíamos que em algum momento voltaríamos. Mas tinha hospital de campanha ao lado do Maracanã. Agora, o hospital lá já se encerrou. Uma diferença de 20, 30 dias.

Fizemos os amistosos com o Botafogo porque queríamos que o campeonato estivesse sendo jogado agora, no fim de julho, para emendarmos no Brasileiro, evitando cair em um novo abismo físico. Todo nosso posicionamento teve coerência. Agora, está todo mundo jogando em alta performance seus estaduais, e os cariocas estão parados. Mas não é uma posição contra a instituição Flamengo ou contra o presidente do Flamengo. Tanto é que nesse mesmo período a gente assina junto o contrato de direitos internacionais do Brasileirão. Estamos alinhados com todos os clubes, inclusive o Flamengo. A posição antagônica é sobre temas específicos, que não afeta a relação com o Maracanã” – revelou Mário, em entrevista ao O Globo.

Créditos de imagem destacada: Divulgação/Fluminense

Compartilhar: