32.3 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 25, 2021

Pressão interna para saída imediata de Rogério Ceni aumenta no Flamengo

Bruno Guedes
Jornalista e Historiador, é apaixonado por futebol bem jogado. Já atuou na Rádio Roquette Pinto e como colunista no Goal.com.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Com apenas um ponto em três jogos e vendo o título mais distante, a insatisfação da diretoria do clube com Rogério Ceni aumentou

Blog Ninho do Urubu | Bruno Guedes – Twitter: @eubrguedes

A segunda derrota seguida do Flamengo no Campeonato Brasileiro aumentou a pressão interna pela demissão de Rogério Ceni. Após cair diante do Ceará por 2 a 0, neste domingo, a situação do técnico será avaliada nas próximas horas. Com apenas um ponto em três jogos e vendo o título mais distante, a insatisfação entre a diretoria do clube se tornou grande.

Desde a saída de Domènec Torrent, em novembro, o nome de Rogério Ceni era um consenso interno. Contudo, os maus resultados o fizeram perder apoio e até o respaldo para a sequência. Internamente a avaliação é de que a equipe piorou e a vaga no G4 está em risco.

Com apoio do vice-presidente de futebol, Marcos Braz, Ceni agora vê a ala do vice de relações externas, Bap, pressionar pela saída. Outros setores do clube também estariam insatisfeitos com o trabalho. Após a coletiva de imprensa, onde apareceu abatido, o coro pela demissão aumentou. A avaliação é de que o técnico se mostrou sem rumo.

LEIA MAIS: Mauro Cézar defende reformulação no time titular do Flamengo

Pessoas com quem o Blog Ninho do Urubu conversou afirmam que há uma enorme insatisfação com o desempenho em campo, mesmo após quatro semanas livres de treinamentos. As opções escolhidas não corresponderam e há nomes muitos questionáveis, incluindo o pouco aproveitamento dos jovens.

Durante a transmissão da Rede Globo, o comentarista Roger Flores alertou para o atacante Gabigol sem a camisa de jogo e chuteira no banco de reservas. O caso teria exposto para o público como o ambiente no vestiário não é mais tão harmônico como quando Ceni chegou. As duas eliminações, que custaram financeiramente a temporada do Flamengo, também viraram argumentos.

Após a derrota para o Fluminense, na quarta dia 6, a pressão pela demissão começou. Entretanto, o departamento de futebol do clube achava exagerado o assunto sobre demissão. Agora, a expectativa é de que a decisão sobre o técnico esteja nas mãos do presidente Rodolfo Landim.

Em 2021 o Flamengo terá eleições. Há quem defenda que o clima eleitoral pode pesar e uma atitude seja tomada. Entretanto, o MRN não conseguiu apurar se fatores políticos poderiam estar incluídos na divisão sobre a permanência do treinador.

Porém, a favor do ex-goleiro, está o fato de o mercado de técnicos não estar bem avaliado e restarem apenas nove partidas para o fim do Brasileirão. O mesmo argumento já fora utilizado no resultado adverso contra o Fluminense.

Ao todo, Rogério Ceni tem 12 jogos comandando o Rubro-Negro. São quatro vitórias, quatro empates e quatro derrotas. Aproveitamento de 44,44%. O Flamengo encara o Goiás no dia 18, em Goiânia. Será uma semana até lá e possivelmente com novo treinador.

Gostou desse conteúdo? Nós acreditamos ser possível falar sobre o Flamengo com qualidade. Seja nosso apoiador!

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs