Compartilhar:

De forma inédita o Flamengo escolherá um técnico sem pressa, e baseado em requisitos pré concebidos para adequação ao modelo definido

Blog Ficou Marcado na História | Allan Titonelli – Twitter: @AllanTitonelli

A maior parte das conquistas do Flamengo vieram de técnicos que foram jogadores rubro-negros, que conheciam a política, os bastidores e as divisões de base do clube.

Carpegiani, Carlinhos, Andrade e Jaime de Oliveira foram os mais representativos desse conceito. Todos ex-jogadores que viraram treinadores.
Talvez a marca desse período fosse escolher alguém que não complicasse, se relacionasse bem com o elenco e soubesse lidar com a política da Gávea.

Do mesmo autor: Mister, você ficou marcado na nossa história!

Recentemente pôde-se observar que o Flamengo tentou investir em treinadores jovens e com formação mais técnica, que eram contratados para treinar as divisões de base, e foram efetivados no profissional após a demissão de algum técnico, cujo exemplo foram Zé Ricardo e Maurício Barbieri, mas não deram certo.

Enfim, tivemos Jesus, que em termos técnicos talvez seja o treinador mais revolucionário do clube após Coutinho. Porém Jesus foi além, ganhou os títulos que Coutinho não levou, pois saiu antes, após proposta dos EUA.

A substituição de Coutinho não foi fácil, trouxeram Modesto Bria e Dino Sani, que não deram certo, quando enfim assumiu Carpegiani, o qual nos levou ao título da Libertadores, Mundial e Brasileiro, em sequência.

Ajude a divulgação rubro-negra de qualidade: Seja apoiador do MRN e participe do nosso grupo de Whatsapp.

Agora, de forma inédita, vamos escolher um técnico sem pressa, e baseado em requisitos pré concebidos, em que o escolhido representará o que mais se adequa ao modelo definido, por meio de um processo seletivo.

modus operandi se assemelha às escolhas da inciativa privada, inovando no futebol brasileiro. Ao que tudo indica mais um Europeu. Com um elenco recheado de jogadores que já jogaram na Europa o conflito de cultura tende a não ser problema, como aconteceu com Jesus.

O Flamengo, com seu profissionalismo, muda a cultura e o sarrafo do futebol brasileiro. Parece que manteremos ele em outro patamar!!!

Compartilhar: