Reestruturação administrativa do Flamengo: o Tempo é o Senhor da Razão

Mundo Rubro Negrohttps://www.mundorubronegro.com
Notícia e opinião de qualidade sobre o Flamengo desde janeiro de 2015

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Blog Resenha Rubro-Negra | Flávio Prevot — Em 2013, o Flamengo começou um processo de reestruturação administrativa extremamente rigoroso. Profissionais das mais diversas áreas tomaram para si o imenso desafio de tornar o clube de maior torcida do país no gigante esportivo que potencialmente poderia ser. Esqueçam nomes de pessoas, por enquanto, e pensem apenas no que a instituição fez a partir dessa ideia.

Os resultados para o torcedor hoje parecem óbvios, mas nos primeiros anos a administração austera do Flamengo sofreu muitas críticas pelos resultados que não conseguia alcançar dentro de campo. Falava-se que o Flamengo não poderia priorizar essa arrumação enquanto perdia decisões e jogos com times mais fracos. Algumas críticas foram justas e necessárias, outras bem injustas e que poderiam botar em perigo o resultado que estamos vendo hoje.

Arthur Muhlenberg: O dedo quebrado do Arão é um bom sinal

As coisas não acontecem da noite para o dia. O clube que fingia que pagava, enquanto jogadores fingiam que jogavam precisava recuperar credibilidade. Boa parte da torcida que tinha comprado a briga por uma reconstrução passaria a entoar mantras em tom de reprovação aos dirigentes e a outros torcedores que acreditavam na ideia de manter as contas sob controle. “Balanço não ganha jogo” ou “torcedor de dirigente”, eles diziam.

Reestruturação administrativa do Flamengo
Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Passados mais ou menos oito anos, que significam um saldo positivo de acertos sobre erros, o Flamengo é, atualmente, modelo de gestão fora de campo e colhe os frutos das sementes arduamente plantadas lá atrás. Faz parte do esporte ganhar e perder, mas é muito claro que quem se organiza e trabalha de maneira científica e ajustada fora de campo fica mais próximo das conquistas.

No Rio de Janeiro temos exemplos de clubes de grande tradição no Brasil que amargam o resultado das decisões tomadas fora de campo: humilhação e derrotas! O rubro-negro carioca pode observar de perto o que poderia ser seu futuro, caso tivesse dado ouvidos aos impacientes.

Ajude o MRN a fazer jornalismo rubro-negro. Clique aqui e seja apoiador.

O Flamengo hoje entra em campo para vencer! Para conquistar campeonatos e apavorar adversários! Em que pese as inevitáveis decepções e derrotas, estaremos sempre brigando no topo. Outros clubes hão de se espelhar no Mais Querido do Brasil, no seu exemplo de administração exitosa, e talvez se ergam novamente.

No entanto, já estamos em outro patamar. E sempre estaremos se continuarmos nessa toada fora das quatro linhas, pois nenhum dos nossos adversários tem a Maior Torcida do Mundo! O tempo é o senhor da razão e o Flamengo, o senhor do futebol brasileiro!

Parabéns para todos nós que somos octacampeões do Brasil! Saudações rubro-negras!

Notícias do Flamengo

Blogs