Compartilhar:

O Flamengo está muito próximo de contratar o substituto de Rafinha. O chileno Isla deve ser anunciado pelo rubro-negro nesta semana, fato que fez a torcida do Boca Juniors se revoltar com o lateral-direito. O clube argentino teve o interesse no atleta bem antes do Fla, porém recebeu uma resposta negativa do jogador.

Isla travou as negociações com a equipe da La Bombonera por questões salariais. O atleta fez uma pedida muito maior do que o clube de Buenos Aires poderia oferecer. Após o encerramento das conversas, o jogador definiu que permaneceria na Europa. Com uma proposta do Bétis em mãos, o chileno se interessou em jogar no futebol espanhol, até chegar o Flamengo.

O rubro-negro acena com uma proposta salarial maior do que o clube da Espanha, além de uma titularidade ”certa” após a saída de Rafinha. Com o sinal verde de Isla, nas próximas horas o vice de futebol Marcos Braz e o diretor executivo Bruno Spindel, irão pegar mais uma vez o avião rumo à Europa para concretizar a negociação. Os valores da oferta do Mais Querido ainda são desconhecidos, porém o tempo de contrato seria até final de 2022. Em conversas com amigos próximos, o atleta já revelou que está tudo muito bem encaminhado.

Maurício Isla tem 32 anos e com uma carreira consolidada no futebol europeu. Revelado na categoria de base da Universidad Católica, o lateral passou pela Udinese de 2017 até 2011, até se transferir para a Juventus, onde atuou por quatro temporadas. Neste período pela Juve conquistou os títulos da Liga Italiana em 2012/13, 2013/14 e da Supercopa da Itália em 2012, 2013 e 2015.

Após deixar o futebol italiano, Isla teve uma passagem pelo futebol inglês e defendeu o Queens Park Rangers na Premier League. Logo após foi para a França atuar pelo Olympique de Marseille, voltou para a Itália para atuar pelo Cagliari e estava no Fernebahçe da Turquia até este ano.

Na seleção do Chile, Isla também tem história. Estreando em 2007, o lateral foi titular de seu país nas Copas de 2010 e 2014, sendo campeão da Copa América em 2015 e 2016. A ida para o Flamengo o ajudaria a manter um nível considerável em busca de ser convocado por Reinaldo Rueda para o Mundial de 2022.

Créditos de imagem destacada: Divulgação

Compartilhar: