Compartilhar:

Alvo de muitas críticas da torcida e de parte da imprensa pelos erros cometidos nas redes sociais, a Comunicação do Flamengo exaltou em um relatório de gestão enviado hoje a sócios do clube o “índice de erro de 0,0007%” nas publicações do clube em 2019.

Segundo a contabilidade do relatório foram somente 24 erros em 33.495 publicações, sendo que 15 desses foram erros de digitação. O relatório não aborda a gravidade de alguns destes erros, como a troca da foto de Andrade por uma de Adílio ou a omissão de um título brasileiro do lateral-direito Leandro. A sequência de erros levou a torcida do Flamengo a fazer em algumas oportunidades campanhas com a hashtag “Fora X-Tudo”, em referência à empresa que o Flamengo contratou para cuidar das suas contas.

O relatório ainda conta entre os feitos da pasta o recorde de visualizações obtido na transmissão do jogo do Flamengo contra o San José no Facebook, que não teve participação da Comunicação do Flamengo – a transmissão foi feita pela Conmebol. A manobra é repetida no relatório da pasta de Marketing, comandada pelo mesmo vice-presidente, Gustavo de Oliveira, que exalta a audiência recorde do jogo entre Flamengo e Grêmio na Libertadores como uma das realizações do Marketing do clube.

O texto revela ainda que, apesar de quase ter dobrado o seu número de inscritos (passando de 1,2 milhão para 2,2 milhões), a FLA TV ainda rende muito pouco ao clube, tendo arrecadado apenas R$ 255 mil em 2019 (contra R$ 40 mil em 2018).

Compartilhar: