Relembre três grandes reviravoltas pelo título do Brasileirão para o Flamengo se inspirar

Banner Lucas Tinôco

O Flamengo segue na caça ao Atlético-MG, atual líder do Campeonato Brasileiro com 11 pontos de vantagem e dois jogos a mais. Apesar da distância, o MRN relembra três reviravoltas rumo ao título do Brasileirão.

A primeira delas foi na edição de 2008. O Grêmio terminou o primeiro turno com cinco pontos de vantagem para o segundo colocado e oito para o São Paulo.

- Advertisement -

Contudo, a 10 rodadas para o fim do Brasileirão, o time paulista fez 26 dos 30 pontos, enquanto os gaúchos somaram 19, e garantiu uma reviravolta impressionante rumo ao título.

No ano seguinte, mais uma arrancada histórica, desta vez envolvendo justamente o Flamengo. Ao fim das primeiras 19 rodadas, Palmeiras e Internacional dividiam a liderança com oito pontos de diferença para o Rubro-Negro.

- Advertisement -

Sob a tutela de Andrade, no entanto, o Mengão somou 23 dos últimos 30 pontos e foi campeão após 17 anos. O Colorado foi o segundo colocado, enquanto o alviverde terminou em quinto.

A outra grande reviravolta rumo ao título do Brasileirão aconteceu no ano passado e novamente teve o Flamengo como protagonista. Na 21ª rodada, o São Paulo chegou a abrir sete pontos em relação ao Mengão, distância superada nove rodadas depois.

Porém, naquela altura, o Internacional passou a liderar o campeonato com 59 pontos, enquanto o Rubro-Negro tinha 58. Essa diferença chegou a ser de quatro pontos, até que o Flamengo assumiu a ponta na 37ª rodada, ao derrotar o próprio Colorado, e garantiu o octa.

LEIA TAMBÉM: ‘Caça ao Galo’: Confira as principais repercussões sobre a vitória do Flamengo

Confira a distância, após 22 jogos, entre líder e equipe que conseguiu reviravolta rumo ao título do Brasileirão

Com 22 jogos disputados, o Flamengo está a 11 pontos do líder Atlético-MG, mas apesar dos dois jogos a menos, o MRN vai mexer com o imaginário do torcedor mais descrente na reviravolta rumo ao título.

Em 2008, decorridas 22 rodadas, a distância entre o campeão São Paulo e o então líder Grêmio era de oito ponto (37 e 45 respectivamente).

Já em 2009, a distância do Flamengo, hexacampeão naquela temporada, e o Palmeiras era de nove pontos (32 e 41 respectivamente).

Por fim, em 2020, a distância do octacampeão Flamengo e o líder São Paulo após 22 jogos era de cinco pontos (39 e 44 respetivamente).

Com número de jogos idênticos, nenhuma das distâncias foi tão grande quanto a que o Atlético-MG tem no momento. Contudo, caso o Rubro-Negro vença os dois jogos a menos que tem em relação aos mineiros, essa distância pode cair para apenas cinco pontos. Ou seja, teria uma diferença igual à 2020 e menor que as duas outras edições.

Além disso, é importante observar que o Flamengo possui pontuação mais alta do que os elencos que alcançaram reviravoltas inesquecíveis rumo ao título do Brasileirão.

Chegar ao tri não será fácil, mas tudo isso mostra que não é impossível. Especialmente se tratando de Flamengo.

Precisamos do seu apoio para fazer o melhor site de jornalismo sobre o Flamengo. Clique AQUI e saiba como se tornar nosso apoiador!

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here