Retomada das Américas: Flamengo vira, vence o Real Estelí e conquista a Champions League Américas

Rafael Sacharny
Jornalista carioca formado pela FACHA, 25 anos e pós-graduado em Jornalismo Esportivo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

MRN Informação | Rafael Sacharny –  O Flamengo escreveu mais uma bela página na história do basquete sul-americano. Na noite desta terça-feira, 13, o Mais Querido venceu a decisão do Final 8 contra o Real Estelí-NIC, por 84 a 80, e conquistou o título inédito da Basketball Champions League Américas.

O time teve como destaques principalmente Yago e Hetthsheimeir, que foram decisivos para vencer o troféu. Enquanto o armador marcou 16 pontos, a maioria no segundo tempo, o pivô foi o cestinha da equipe com 21 anotados e assim ganhou também o prêmio de MVP.

flamengo
Yago apareceu muito bem no 4º quarto marcando pontos decisivos para o Flamengo na final

Antes de chegar na decisão, o Flamengo teve uma trajetória invicta na competição. Nos confrontos do Final 8, o Orgulho da Nação ainda superou o Caballos de Coclé e o São Paulo, antes de derrotar o time da casa no Polideportivo Alexis Argüello, em Manágua, na Nicarágua. Agora, o campeão tem a vaga para disputar a Copa Intercontinental.

O jogo

1º quarto – Real Stelí 25 x 24 Flamengo 

O Flamengo começou em quadra com a seguinte formação: Yago, Luke Martinez, Marquinhos, Leo Demétrio e Rafael Hettsheimeir. O Rubro-Negro saiu na frente com Martinez e Marquinhos, mas logo o Real Estelí respondeu e liderou por 6 a 5. Na sequência, os times trocaram cestas até o empate em 10 a 10, com Hett anotando uma bola de três. Já na metade do período, De Jesus, de três, fez o Estelí abrir quatro pontos. Logo em seguida, o Flamengo errou um passe no ataque, Franklin fez mais dois na bandeja e assim Gustavinho parou o jogo.  

Só que na volta, De Jesus mostrou de novo a mão quente e abriu nove pontos de diferença. Martinez e Marquinhos começaram uma reação, embora a defesa continuasse com dificuldades. Nos minutos finais, Hett e Yago acertaram uma bola de três cada e a vantagem caiu para dois pontos, com 23 a 21 no placar. Em outro arremesso do perímetro, o camisa 30 conseguiu a virada, mas o time da casa passou a frente de novo e terminou a parcial com a vitória. 

2º quarto – Real Stelí 12 x 20 Flamengo 

No início do período, Demetrio recebeu a bola livre no garrafão de Figueredo, anotou dois pontos e o técnico adversário pediu o tempo cedo. No retorno, Jhonatan teve a chance de abrir mais dois de vantagem, mas desperdiçou os lances livres. Com a defesa ajustada, o Flamengo era melhor e Martinez acertou mais uma de três para seguir na liderança. Em seguida, Marquinhos recebeu livre e do perímetro colocou o Mengão com cinco de vantagem, em 32 a 27, na metade da parcial.

Do outro lado, o Estelí começou a perder cestas demais, bem como cometer erros na defesa. Nos lances livres, o Fla aumentou o placar para 35 a 27. Logo depois, Jhonatan devolveu uma bola da linha dos três, a vantagem voltou para oito pontos e o time da Nicaraguá pediu tempo. Faltando dois minutos para o fim, o marcador mostrava 41 a 32 para o Rubro-Negro. Hettsheimeir, com dois lances livres, chegou a 15 pontos na partida, sendo assim o maior pontuador do time da Gávea. Apesar de sair com a vitória na parcial e a vantagem para o segundo tempo (44 a 37), o Flamengo poderia ter aumentado a diferença caso tivesse maior aproveitamento dos lances livres – foram oito erros antes do intervalo.

3º quarto – Real Stelí 23 x 23 Flamengo

O Flamengo começou atrás no marcador da parcial, mas com Marquinhos inspirado, a diferença voltou a ser de oito pontos, em 51 a 43. O jogo seguiu disputado, com muitas faltas, no entanto Hetthsheimeir se manteve como destaque, dominando o garrafão nos dois lados. Em seu melhor momento, o Rubro-Negro aumentou o aproveitamento, teve uma sequência de boas defesas e alcançou a maior diferença na partida, de 14 pontos, em 60 a 46. Só que o Estelí se animou depois que pediu um tempo e conseguiu uma corrida de 14 a 7. Dessa forma, o adversário empatou o período e foi com sete de desvantagem para os últimos dez minutos – 67 a 60.

4º quarto – Real Stelí 20 x 17 Flamengo 

A intensidade da partida continuou alta e o Estelí diminuiu para cinco a diferença no início. Depois de dois erros no ataque rubro-negro, Mojica fez de dois para o time da casa, caindo para a vantagem mínima. Yago, na sequência, tentou de muito longe e acertou a bola de três, apenas sua segunda na partida. Então, Hett anotou mais dois em lances livres e o placar foi a 73 a 67 para o Fla, restando seis minutos para o fim. De novo aparecendo em momento crucial, o armador Yago fez bela infiltração para o 75 a 72.

Mas o Estelí mostrou sua força, assumiu a liderança com uma bola de três de Mojica e Gustavo pediu tempo técnico, faltando 3 minutos e 49 segundos. Na volta, a jogada trabalhada teve Mineiro acertando para dois pontos e virando de novo o placar – 77 a 76. Yago, com muita confiança e personalidade, controlou mais uma jogada importante na partida e fez os dois pontos que deixaram o Flamengo com a vantagem de três – 79 a 76. Como sempre no basquete, o jogo ganhou emoção e nos últimos segundos, Yago converteu quatro lances livres para garantir a vitória do Flamengo.

Destaques

  • Rafael Hetthseimeir – 21 pontos
  • Yago – 16 pontos
  • Marquinhos – 15 pontos
  • Luke Martinez – 12 pontos

Quarto título continental do Flamengo

  • 1953: campeão sul-americano
  • 2009: campeão da Liga Sul-Americana
  • 2014: campeão da Liga das Américas
  • 2021: campeão da Champions League

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias do Flamengo

Blogs