Rodolfo Landim deverá ser candidato à reeleição no Flamengo

MRN Informação | Isaac Simões — Rodolfo Landim deverá ser candidato à reeleição no Flamengo. De acordo com o GE, o atual presidente do Rubro-negro teria dito a alguns aliados que pretende concorrer ao pleito em dezembro deste ano.

Ainda segundo o GE, a decisão do mandatário teria acontecido, após reunião na Gávea, nesta quarta-feira (17), com os grupos apoiadores de Landim (Sinergia Rubro-Negra, Ideologia Rubro-Negra e FLAFUT) e pertencentes a atual gestão.

Leia também: Flamengo pode ter seis reforços diante do Resende pelo Carioca

Sucessor de Eduardo Bandeira de Mello, Rodolfo Landim foi eleito presidente do Flamengo em dezembro de 2018. Na ocasião, ele venceu com uma diferença de quase 800 votos de vantagem para o candidato da situação, Ricardo Lomba (1879 x 1097).

Rodolfo Landim Flamengo
Landim após ser eleito em 2018 – Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

Desta vez, os rubro-negros irão às urnas eleger o próximo mandatário que irá gerir o clube no triênio 2022-2024). Até o momento, somente Walter Monteiro, do grupo Flamengo da Gente, oficializou candidatura.

Eleições presenciais

Devido ao Coronavírus, surgiu a possibilidade das eleições do Flamengo acontecerem à distância. No entanto, em uma reunião realizada na noite dessa terça-feira (16), na Gávea, a Comissão de Estatuto do clube, sinalizou a favor da manutenção das regras eleitorais do Fla. A informação foi publicada pelo GE.

Veja Mais: Maior lateral-direito da história do Flamengo, Leandro completa 62 anos

Assim, caso a decisão do conselho seja oficializada, o pleito no final do ano não poderá ser realizado pela internet. A possibilidade surgiu por uma alteração na Lei Pelé, no início de outubro de 2020 que permitia votos online, devido a pandemia.

Aliás, alguns clubes utilizaram a mudança em suas eleições, como o Vasco, por exemplo. No entanto, por se tratar de ano eleitoral no clube, a Comissão de Estatuto do Flamengo é contrária a alteração.

A emenda foi proposta por Rodrigo Darbily, pertencente ao SóFLA, em novembro de 2020. Na sequência, o Flamengo da Gente, também fez a mesma solicitação. Os grupos políticos não descartam recorrer à Justiça, caso a prerrogativa da Lei Pelé não seja cumprida.

Isaac Simões no Twitter e Linkedin.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here