Rogério Ceni fala em lutar pelo título e afirma: ‘nosso pacto é com o Flamengo’

Rogério Ceni afirmou que o único pacto entre ele e jogadores é pelo clube

MRN Informação | Bruno Guedes – Twitter: @eubrguedes

Após a vitória sobre o Botafogo por 1 a 0, no Engenhão neste sábado, 5, Rogério Ceni afirmou que o único pacto firmado entre ele e jogadores é pelo clube. Segundo o técnico do Flamengo, todos sabem que precisam melhorar. Entretanto, de acordo com ele, é preciso trabalhar e conquistar pouco a pouco. O treinador também lamentou a eliminação da Libertadores que chamou de “injusta”.

Com a informação de que jogadores teriam um feito um pacto com ele após a queda para o Racing, Ceni explicou o caso: “O pacto que se tem é com o Flamengo. Tanto meu como dos atletas. Na figura deles, eu me incluo. O que eu posso falar deles, é que eles são bons de trabalhar. Eles querem mais treinamentos. Eles têm interesse do Flamengo campeão”, disse.

LEIA MAIS

Aos 45 anos, ex-Flamengo volta a jogar profissionalmente

Mais ouvida no Spotify, Marília Mendonça torce para o Flamengo; veja os rubro-negros da lista

Diego Alves e Flamengo não descartam conversa por renovação

De acordo com o treinador, o resultado magro era importante neste momento: “Era importante jogar bem, controlamos o jogo como um todo. Propomos, tivemos as melhores oportunidades… mas sempre ficamos com a análise de trás pra frente. E ficamos com a imagem da expulsão e da falta, do suspense. Queria mais gols, mas acho que o time controlou bem”, afirmou.

O Flamengo teve a terceira expulsão consecutiva de zagueiro: Thuler, Rodrigo Caio e agora Gustavo Henrique. Perguntado se era algo psicológico, Rogério disse que não. Entretanto, destacou que todos foram por circunstâncias das partidas:

“Com 10 contra 11 conseguimos que o Racing não passasse do meio campo e conseguimos o empate. Nenhuma expulsão foi psicológica e, sim, por necessidade. É claro que é muita expulsão. A gente não deu valor hoje, mas o 0 no placar adversário conta muito”, declarou aos jornalistas.

Sobre a eliminação na Libertadores, o técnico disse que tem sido duros os dias seguintes: “Especialmente pela partida que fizemos com o Racing, merecíamos estar na Libertadores. Mas não posso voltar ao passado. Os primeiros dias são difíceis. Essa experiência ajuda a entrar no Campeonato que a gente tem pra brigar por título”, confessou.

O próximo jogo do Flamengo é contra o Santos, no domingo, 13. A partida será no Maracanã, às 16h (horário de Brasília).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias do Flamengo

Blogs