Sem Bruno Henrique ou Gérson: rachado, Benfica terá que vender atletas para fechar as contas, afirma jornal

Bruno Guedes
Jornalista e Historiador, é apaixonado por futebol bem jogado. Já atuou na Rádio Roquette Pinto e como colunista no Goal.com. Siga no Twitter: @EuBrguedes

4 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Segundo jornal Record, há ainda uma divisão interna entre Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira

MRN Informação | Bruno Guedes – Twitter: @eubrguedes

Jorge Jesus foi para o Benfica com a promessa de um time forte e com muitas contratações, porém agora precisará de duas grandes transferências para não cair no Fair Play Financeiro. É o que afirma o jornal português Record. Com a eliminação, os Encarnados perderam 37 milhões de euros com a Liga dos Campeões. Segundo a publicação, enquanto não houver entrada de dinheiro, as contratações estão suspensas.

LEIA TAMBÉM: Os segredos do Del Valle: forte no ataque, time sofre na bola aérea. Entenda o rival do Flamengo

Após reforçar o plantel com mais de 80 milhões de euros gastos em jogadores, a política de investimentos terá que ser interrompida ou o clube será punido pelo Fair Play Financeiro. O mecanismo foi criado pela UEFA para melhorar a saúde financeira do futebol europeu de clubes. O regulamento foi aprovado em 2010 e entrou em funcionamento em 2011. Desde então, as equipes não podem gastar valores superiores aos arrecadados.

Além da não possibilidade de contratar, o Benfica teve prejuízo também na Bolsa de Valores. Após cair na terceira eliminatória da Champions League ao perder para o PAOK, da Grécia, por 2 a 1, as ações do clube despencaram 4% na Bolsa de Valores em Portugal. A imprensa local divulgou que foram negociadas mais de 2.300 ações, acarretando desvalorização.

MAIS NOTÍCIAS: Rafinha revela bastidores com Jorge Jesus: ‘Muitas brigas eu e ele’

De acordo com o Record, a decisão de não fazer mais qualquer contratação teria gerado divisão interna entre Jorge Jesus e Luís Filipe Vieira. O pivô da crise teria sido a negativa do presidente do Benfica em trazer mais um atacante para o treinador, que fez pedidos públicos durante a coletiva após a derrota desta terça-feira, 15. Rui Gomes da Silva, candidato à presidência do clube contra Vieira, foi às redes sociais para criticar o alto investimento feito.

A impaciência pelos poucos reforços estaria irritando o Mister desde antes da estreia na Champions League, que era o principal objetivo do clube na temporada. Jornalistas locais descrevem que a avaliação de Jesus é de uma equipe ainda longe da ideal para conseguir disputar títulos no país e fazer boa campanha continental, já que agora vai disputar a Europa League com a eliminação para o PAOK.

Ajude a divulgação rubro-negra de qualidade: Seja apoiador do MRN e participe do nosso grupo de Whatsapp

Jorge Jesus deixou o Flamengo em julho, um mês após renovar o contrato por mais uma temporada. Para o seu lugar o clube trouxe o catalão Domènec Torrent, que durante 12 anos trabalhou com Pep Guardiola.

https://twitter.com/RuiGomesdaSilv3/status/1305962200276889600?ref_src=twsrc%5Etfw%7Ctwcamp%5Etweetembed%7Ctwterm%5E1305962200276889600%7Ctwgr%5Eshare_3&ref_url=https%3A%2F%2Fwww.uol.com.br%2Fesporte%2Ffutebol%2Fultimas-noticias%2F2020%2F09%2F15%2Fcandidato-a-presidencia-do-benfica-critica-gastanca-com-jesus-e-reforcos.htm

*Créditos da imagem destacada no post e nas redes sociais: Reprodução

Notícias do Flamengo

Blogs