Compartilhar:

Por conta da pandemia, Fifa resolveu adiar o Mundial da China para 2022. Flamengo estaria garantido se competição fosse em 2021

O novo ‘Super Mundial de Clubes’ da Fifa, que será realizado na China, sofreu uma alteração em sua data. A competição que seria realizada em 2021, foi adiada para julho de 2022, por conta da pandemia do coronavírus. A informação é do jornal espanhol As.

A alegação é de que uma competição internacional em um curto período de tempo, poderia causar novas pandemias pelo vírus. Este novo Mundial irá substituir no calendário da entidade máxima do futebol, a Copa das Confederações, que é disputada por seleções, de quatro em quatro anos.

A nova competição terá 24 clubes: oito da Europa, seis da América do Sul e as demais divididas entre os demais continentes. A Fifa deixou para cada confederação continental definir os critérios de classificação ao Mundial.

Na ideia inicial da Conmebol, com a competição sendo disputada em 2021, seus seis representantes seriam definidos da seguinte forma: os campeões das Libertadores de 2019 e 2020, os vencedores das Copas Sul-Americana de 2019 e 2020 e outros dois classificados pela recriação da Supercopa dos Campeões da Libertadores. Porém, a Fifa não tem interesse em receber os campeões da Sul-Americana, e com o adiamento do torneio, um acordo está longe de ser definido.

Vaga do Flamengo ameaçada

A Conmebol ainda não se manifestou se o Flamengo, campeão da Libertadores da temporada passada, e que estava garantido no torneio que seria realizado em 2021, continuará com a vaga do Mundial em 2022.

Caso a confederação sul-americana de futebol acate o pedido da Fifa, excluindo os campeões da Sul-Americana, o rubro-negro pode participar pelo título de 2019, porém uma definição sobre os critérios de classificação só deve ocorrer nos próximos meses.

Créditos de imagem destacada: Divulgação/Flamengo

Sobre mim:

Twitter: @Yago_Martins23 | 22 anos, passagens por Rádio RPC, jornal Ilha Notícias e TV Ilha Carioca.

Compartilhar: