Tática Didática: “Se não tiver gol perdido, não é jogo do Flamengo”

Em live do Tática Didática no pós-jogo entre Fla 1 x 1 Bragantino, comentaristas analisam a partida e as possibilidades de título do Flamengo

Neste último domingo, 7, foi dia de Flamengo x Red Bull Bragantino e o Tática Didática realizou uma live pós-jogo para comentar sobre os lances da partida que terminou em 1 a 1. A análise do jogo contou com comentários de Matheus Brum, Bruno Brigatto e Ricardo Galego.

Durante a transmissão da live, os comentaristas falaram sobre as substituições de Rogério Ceni, a falha de Isla que resultou no empate do Bragantino, mapa de calor das duas equipes, méritos a Maurício Barbieri e as chances do Flamengo de ser campeão do Campeonato Brasileiro.

Ao iniciar a sua análise, Bruno Brigatto do Tática Didática é enfático ao resumir o jogo: “Vacilo e oscilação”. O comentarista faz críticas a Rogério Ceni, que mais uma vez fez substituições questionáveis e desta vez tarde demais para buscar o gol da vitória que garantiria mais 3 pontos ao Flamengo.

Ainda sobre as tomadas de decisões de Rogério Ceni, Matheus Brum bate na tecla sobre Gabi e Pedro, e reforça o tom crítico ao treinador do Fla por mexer no time no fim da partida mesmo com o elenco visivelmente cansado. “Deixou o time morrer e faz quatro substituições faltando cinco minutos”, disse.

- Advertisement -

A falha de Maurício Isla foi também bastante criticada entre os comentaristas. O chileno acabou entregando o gol ao Bragantino em um lance plenamente evitável e que pode ter custado o octacampeonato do Rubro-Negro.

Bruno Brigatto, Matheus Brum e Ricardo Galego também analisam o mapa de calor dos dois times e analisam a leitura de jogo do treinador do Bragantino, Maurício Barbieri. Nessa abordagem, Galego destaca alguns pontos sobre a zaga do Flamengo que sofreu por alguns momentos com a superioridade numérica do Bragantino na área defensiva.

Na análise da partida, os comentaristas também avaliaram as atuações individuais dos jogadores do Mengão, dentre eles o João Gomes, que jogou no lugar de Diego e soube cumprir bem a tarefa do camisa 10 no meio de campo durante a partida.

Apesar de ter perdido a chance de assumir a liderança do Brasileirão, os comentaristas alertam que o Flamengo segue vivo na briga tanto pelo ponto de vista estatístico quanto pelo psicológico do Internacional, que vive uma pressão em defender a primeira posição da tabela, responsabilidade que o São Paulo não conseguiu assumir.

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here