32.3 C
Rio de Janeiro
segunda-feira, janeiro 25, 2021

”Torcida pode ficar tranquila”, disse Braz semana passada sobre finanças

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Braz tranquilizou a torcida, mas revelou que o Flamengo contava com valores da Libertadores

MRN Informação | Yago Martins – Twitter: @YagoM23

O Flamengo sofreu um duro golpe financeiro com a eliminação na Copa Libertadores. O clube não irá receber os R$ 8 milhões de premiação da Conmebol pela vaga nas quartas de finais da competição continental, e também deixou de receber uma verba milionária com a queda na Copa do Brasil. As finanças do clube ficam sob risco, já que a previsão da alta cúpula rubro-negra era de que o Mengo chegasse nas fases finais das Copas e fosse campeão ou vice do Brasileirão. Na última semana, o vice presidente de futebol Marcos Braz falou sobre o caso.

Em entrevista ao Arena SBT, Braz se dizia tranquilo, mas revelou que o clube contava com o valor da premiação da Libertadores, e que o departamento financeiro iria fazer as readequações após a saída da Copa do Brasil.

Esse valor (da premiação) é acentuado, é em dólar. O Flamengo conta, pelo menos, com boa parte desse valor (da Libertadores). Estamos fazendo readequações em função da saída da Copa do Brasil. E vamos fazer isso com excelência, a torcida pode ficar tranquila”.

Leia também: Eliminado, veja quais jogos restam para o Flamengo na temporada

O jogo

Flamengo: Diego Alves; Maurício Isla, Rodrigo Caio, Gustavo Henrique e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Everton Ribeiro e Arrascaeta; Vitinho e Bruno Henrique

Racing: Gabriel Arias; Fabrício Dominguez, Leonardo Sigali, Nery Dominguez e Alexis Soto; Matias Rojas, Eugenio Mena e Nicolás Reiniero; Héctor Fertoli e Lisandro López

Com três minutos, o Flamengo teve duas chances de gol. Arrascaeta recebeu na esquerda e tentou achar Vitinho na área, porém a zaga argentina cortou. No cruzamento, Bruno Henrique na pequena área recebeu um toque de cabeça de Filipe Luís, mas errou a bola na finalização.

Com 20 minutos, o jogo do Flamengo de Rogério Ceni estava fluindo. A equipe tava criando chances e dominando a partida, sem levar nenhum susto do Racing. Aos 24, Vitinho recuperou uma bola na saída do defensor adversário, deu um chapéu no zagueiro e finalizou em cima do goleiro. No minuto 38, Bruno Henrique fez uma bonita jogada, tocou no Arrascaeta que de meia bicicleta achou Everton Ribeiro sozinho. O camisa 7 cabeceou tentando achar o Vitinho, mas a defesa cortou.

Vitinho teve outra grande chance aos 45. O atacante recebeu um lindo passe de Arrascaeta, entrou novamente cara a cara mas chutou para a fora.

Na etapa complementar, o Flamengo voltou da mesma maneira, e no minuto 49, Vitinho finalizou para uma grande defesa do goleiro do Racing.

O jogo estava controlado, mas começou a mudar de chave quando Rodrigo Caio foi expulso aos 64. Aos 65, Sigali abriu o placar para o Racing após cruzamento na área. Rogério Ceni após o gol sofrido colocou João Gomes no lugar de Arrascaeta e Pedro no lugar de Everton Ribeiro.

A melhor chance do Flamengo após o gol sofrido foi aos 80. Isla cruzou e Bruno Henrique de cabeça quase empatou. Arão aos 82 quase converteu também em jogada aérea. A última cartada do Rogério foi a entrada de Diego no lugar de Gustavo Henrique aos 88. E deu certo, Diego Ribas cobrou o escanteio e Willlian Arão empatou de cabeça aos 92: 1 a 1. A decisão foi para os pênaltis.

Nas penalidades: 5 a 3 para o Racing.

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs