Um pouco de Zach Graham, novo ala-armador do Flamengo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Erick Viana, da equipe MRN Informação

Presente em draft de NBA, passagem pela NBA G-League e multicampeão por onde pisou. O ala-armador norte-americano Zach Graham, 30 anos e 1,97 de altura, tem acerto com o Flamengo e estará à disposição do técnico Gustavo de Conti para formar o elenco que tem grandes desafios pela frente na temporada 2019-2020.

Nascido na Georgia, Graham se formou jogando quatro anos pelos Ole Miss Rebels, time da Universidade de Mississipi. Seu desempenho o credenciou ao NBA Draft de 2011 mas nenhuma franquia o selecionou. Fechou com o Stockton Kings, clube afiliado ao Sacramento Kings na G-League (antiga NBA Development League – Liga de Desenvolvimento).

Carreira fora dos Estados Unidos

Após a G-League, Graham rumou para o sudeste asiático e juntou-se ao filipino Air21 Express. A experiência no continente foi apenas o tip-off para sua peregrinação por diversos países. Na Turquia vestiu a camisa do Maliye Milli Piyango e de lá retornou para o ocidente.

Agora mais próximo de sua terra natal, acertou com o mexicano Soles de Mexicali. Em Porto Rico atuou pelo Indios de Mayaguez, Caciques de Humacao e Brujos de Guayama. Em 2015 esteve no Estudiantes e antes de atuar pelo Brasília e pelo Aguada-URU, seu último clube, defendeu o Maccabi Haifa, rival de um velho conhecido do FlaBasquete: Maccabi Tel Aviv.

Campeão Intercontinental e da Liga das Américas pelo Guaros. Foto: Divulgação / FIBA

Mas foi pelo Guaros de Lara, da Venezuela, que tornou-se ídolo. Fez parte do time campeão da Liga das Américas e da Copa Intercontinental, torneio FIBA que aponta o campeão mundial, e que em 2014 também foi vencido pelo Orgulho da Nação.

As passagens da carreira do ala-armador são curtas chegando a no máximo duas temporadas por equipe. E ele não precisou mais do que isso para ser MVP dos títulos guaianos. No Intercontinental de 2016, conseguiu o feito sendo decisivo, marcando 19 pontos e terminando como cestinha da competição.

Na temporada seguinte ganhou novamente o prêmio de MVP. Desta vez, porém, pela performance na Liga das Américas. O título mais recente de Zachary foi há poucos dias, pelo Aguada. A equipe foi campeã da Liga Uruguaia de Basquete no último minuto da sétima partida das finais, contra o Malvin, com uma bela cesta de três do jogador, que se tornou herói do título.

A experiência no NBB e a passagem conturbada pelo Brasília

Antes de acertar com o Aguada em maio, o americano ainda iniciou a temporada 18/19 no Brasília, onde começou voando em quadra e chegou a duelar pelo posto de cestinha com Fuller, do Corinthians. Mas a briga foi interrompida. No início dos playoffs, quando a franquia brasiliense enfrentou a justamente equipe corintiana, Zach já não jogava há um mês devido aos salários atrasados.

Logo seguiu rumo a Montevidéu, deixando boa média no NBB: 19.1 pontos, 3.7 rebotes, 1.9 assistências e 13.8 de eficiência.

Zachary-Darnell-Graham

Zach Graham chega para a vaga de Crescenzi, que já acertou sua ida para o Bauru.

Notícias do Flamengo

- Advertisement -

Blogs