Vamos viver nossos sonhos; temos tão pouco tempo

Esse blog é atualizado muito menos do que eu gostaria. Penso nele todos os dias mas quando você mora em um motorhome, não existe chegar em casa e escrever um texto. Todo dia é dia de ligar e desligar água, esgoto, energia, preparar e arrumar o carro pra estrada, checar gasolina, óleo, gerador, colocar coolant no radiador. Cuidar dos cachorros, da esposa, dos clientes que “viajam” com a gente, criar memórias, passar perrengues, descobrir novas culturas, desbravar novos lugares. Tratar fotos, vídeos, ler notícias, fazer roteiro, pesquisar caminhos, estradas, atrações.

Às vezes preciso me multiplicar, ser vários Pedros. O Pedro que quer ser um empreendedor, o Pedro que quer ser hippie pelo mundo, o Pedro que quer construir uma casa, o Pedro que não quer parar de viajar. Sou muitos em um só e preciso me renovar diariamente em busca de manter minhas faculdades mentais intactas. Preciso conhecer o mundo sem abrir mão do tempo que preciso para me conhecer.

O Flamengo não é muito diferente. Através de seus dirigentes, precisa acordar todos os dias e refletir sobre a sua existência. Sobre o seu tamanho, seus objetivos, suas metas, seus fracassos, suas virtudes. O Flamengo precisa saber que pode tudo, que ninguém manda nele, e nada pode separá-lo dos seus objetivos. O Flamengo não precisa se multiplicar como o Pedro, mas seus jogadores sim. Muralha precisa ser o Muralha, o Diego Alves, o Thiago, o Cesar e o Gabriel na quarta-feira. Nossos laterais precisam entrar junto com seus reservas em campo. Que o Rodinei chute todas as bolas junto com o Pará, que o Trauco faça todos os desarmes ao lado do Renê. Nosso meio de campo precisa se reinventar. Cuellar, Arão e Diego precisam entender que o adversário não pode tocar na bola, não pode respirar, não há de ter tempo para pensar. E quando a bola chegar lá na frente, Berrío será iluminado, nosso ponta esquerda será preciso, enquanto Guerrero será Guerrero.

- Advertisement -

Meu tempo nos EUA acabou. Nosso motorhome segue sul, para o México, onde pretendo passar meses explorando o país, acampando em lugares remotos e criando memórias que durem para toda a vida. Sigo sul em direção ao México na quinta-feira. O calendário foi todo muito bem pensado. Na quarta-feira tenho um compromisso de ver o Flamengo, minha vida, minha paixão, meu ponto forte, meu ponto fraco, meu porto seguro, minha perdição. Que eu possa levar ao povo mexicano a mesma alegria que nossos soldados, contra tudo e contra todos, nos darão quando a meia-noite de quinta-feira chegar.

SRN!
 

Sou fotógrafo carioca morando em um motorhome com minha mulher e nossos cachorros, criando conteúdo pra We Are Alive e nossos clientes. Acima de tudo, rubro-negro! Inscreva-se no meu canal http://youtube.com/WeAreAlivenaestrada
 


O Mundo Rubro Negro precisa do seu apoio para não acabar, e melhorar ainda mais. Contribua mensalmente com nosso trabalho. Clique aqui: bit.ly/ApoiadorMRN


Este texto faz parte da plataforma de opinião MRN Blogs, portanto o conteúdo acima é de responsabilidade expressa de seu autor, assim como o uso de fontes e imagens de terceiros. Fale com o editor: [email protected].

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here