Virou carrasco! Confira os números de Gabigol em jogos contra o Grêmio



Desde que chegou ao Fla, Gabigol está invicto em partidas contra o Grêmio

MRN Informação | Paulo Oliveira – Twitter: @oliveira_paulo1

Na noite desta quinta-feira, 28, o Flamengo venceu o Grêmio por 4 a 2 e continua vivo na luta pelo título brasileiro. O destaque da partida pelo lado Rubro-Negro foi Gabigol, que comandou o time para a virada. O camisa 9 da equipe fez um gol e serviu os companheiros com duas assistências.

Desde que chegou ao Flamengo, Gabriel tem bom aproveitamento contra a equipe gaúcha, são cinco jogos e cinco gols na conta do artilheiro. Além dos gols, Gabi também mantém uma invencibilidade contra o Grêmio: em cinco jogos foram três vitórias e dois empates.

Veja mais: Flamengo recusou proposta por Everton Ribeiro, afirma jornalista

- Advertisement -

Em 2019, além dos dois gols na goleada por 5 a 0 pela Libertadores, Gabriel marcou o gol que deu a vitória por 1 a 0 ao Flamengo e, praticamente, sacramentou o título brasileiro conquistado pelo clube carioca. Na mesma partida, o camisa 9 foi expulso e ao sair de campo provocou os gremistas que estavam no estádio.

Gabriel provocou os torcedores do Grêmio fazendo alusão à goleada sofrida pelo clube gaúcho. Foto: Reprodução / Rede Globo.

Em 2020, no primeiro turno do Campeonato Brasileiro, Gabriel fez um gol de penâlti no último minuto de jogo e garantiu o empate em 1 a 1. Na ocasião, o Flamengo ainda era treinado pelo catalão Domènec Torrent.

Em 2021, a partida da última quinta-feira, 28, foi a primeira entre Flamengo x Grêmio e, novamente, Gabriel decidiu. 1 gol, 2 assistências e uma atuação envolvente. Apesar da boa partida, o artilheiro foi substituído novamente, sendo assim, o camisa 9 ainda não completou uma partida inteira sob o comando de Rogério Ceni.

O jogo

Escalações:

Grêmio: Vanderlei; Victor Ferraz, Rodrigues, Kannemann e Diogo Barbosa; Lucas Silva, Matheus Henrique e Jean Pyerre; Ferreira, Alisson e Diego Souza

Flamengo: Hugo Souza; Maurício Isla, Gustavo Henrique, Willian Arão e Filipe Luís; Gerson, Diego, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol

O jogo começou com as duas equipes se estudando, e a primeira grande chance do Flamengo foi aos 11 minutos: Gabigol recebeu uma bola longa enfiada, ficou “cara a cara” com Vanderlei e obrigou o goleiro a fazer uma boa defesa. Aos 17, cruzamento na área do Grêmio, Gustavo Henrique venceu o Kannemann, e Matheus Henrique salvou para os mandantes em cima da linha.

A partir dos 20, o Grêmio começou a tomar as ações do jogo e levou perigo pelos lados com Ferreira e Alisson. Porém, também na velocidade, o Flamengo voltou a incomodar os gremistas: no minuto 30, Gabigol recebeu na esquerda, e Vanderlei salvou o que seria o primeiro gol do jogo. Aos 35, o camisa 9 foi lançado pelo Everton Ribeiro e perdeu outra grande chance, agora com a perna direita. No entanto, quem abriu o placar foi o Grêmio: cruzamento do lado direito, e Diego Souza subiu sozinho para abrir o placar: 1 a 0 Grêmio.

Na etapa complementar, Rogério Ceni voltou com a mesma equipe, e nos primeiros 10 minutos o Rubro-Negro dominou o jogo, porém sem criar uma grande chance de gol. O empate veio logo aos 12: Gabigol recebeu na esquerda, cruzou e Everton Ribeiro deixou tudo igual: 1 a 1. A virada veio dois minutos depois: Gabigol recebeu por dentro, e finalizou sem chances para Vanderlei: 2 a 1 Flamengo. Aos 17, o Mais Querido teve a chance de ampliar: Arrascaeta limpou dois, ficou de frente com o goleiro e chutou para fora. Outra chance desperdiçada pelo Flamengo no minuto 18: Bruno Henrique ganha da marcação, cruza para o meio, Everton Ribeiro finaliza e Diogo Barbosa salva em cima da linha.

E o terceiro gol veio aos 20: grande jogada do Gerson pelo meio, lançamento pro Bruno Henrique, que rolou para Gabigol cruzar para o meio e Arrascaeta balançar as redes: 3 a 1 Flamengo. Ceni mexeu no minuto 23: saiu Diego Ribas para a entrada do jovem João Gomes.

O Grêmio voltou para o jogo aos 40. De falta, Diego Souza diminuiu placar com a falha de Hugo Souza. Preocupado, Ceni sacou Gabigol para a entrada de Pedro e saiu Arrascaeta para o ingresso de Pepê. O quarto do Flamengo veio com Isla: Vitinho tocou para o chileno sozinho, que fez o quarto gol aos 47: 4 a 2 Flamengo.

1 COMMENT

LEAVE A REPLY

Please enter your comment!
Please enter your name here