Voltam na terça? Ceni comenta sobre retornos de Pedro e Rodrigo Caio

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Na coletiva, Ceni comentou sobre o empate com o Racing e sobre as voltas de peças importantes

MRN Informação | Yago Martins – Twitter: @YagoM23

O Flamengo empatou em 1 a 1 com o Racing no El Cilindro e joga por um simples 0 a 0 para garantir vaga nas quartas de finais da Copa Conmebol Libertadores. Na sala de coletiva do estádio, o técnico Rogério Ceni explicou a escolha de Renê no lugar de Matheuzinho, sobre o excesso de lesões que o elenco vem sofrendo e sobre as possíveis voltas de Pedro e Rodrigo Caio.

O Matheuzinho era um ponta, foi trazido para a lateral, com muita ofensividade. O Renê com mais poder de marcação, apesar da perna trocada. Ele já fez dois jogos na lateral-direita. Decidimos pelo Renê, pela experiência, por ser um jogador que defensivamente tem uma boa recomposição. Uma decisão muito particular nesse sentido”.

Sobre o Pedro e o Rodrigo Caio é uma pergunta para o departamento médico, vamos ter uma resposta melhor a partir de quinta-feira quando a gente vai retornar aos treinos”.

Nem todas as lesões que o Flamengo tem são musculares. O caso do Thiago Maia não tem nada a ver com muscular. Temos que avaliar o que é muscular, óssea. O acumulo de jogos, o cansaço, isso faz diferença”.

Leia também: Saiba qual foi a última partida em que o Flamengo não levou gol

O jogo

Racing: Gabriel Arias; Alexis Soto, Fabricio Dominguez, Nery Dominguez, Leonardo Sigali e Eugenio Mena; Matias Rojas, Leonel Miranda e Nicolás Reniero; Héctor Fertoli e Lisandro López

Flamengo: Diego Alves; Maurício Isla, Matheus Thuler, Léo Pereira e Filipe Luís; Willian Arão, Gerson, Arrascaeta e Everton Ribeiro; Bruno Henrique e Gabigol

Nos 10 primeiros minutos, o jogo ficou sendo bastante estudado entre as duas equipes, com a bola ficando mais com o Racing. Mas a chave virou aos 13, após boa jogada na direita, Fergoli abriu o placar para o clube argentino: 1 a 0.

A alegria do Racing durou pouco, no minuto 15, Bruno Henrique puxou um contra-ataque, tocou para Gabigol que empatou o jogo: 1 a 1. O Flamengo quase virou aos 32 com BH. O camisa 27 cortou pro meio, finalizou forte e a bola bateu no travessão. Mas o 1 a 1 foi até o final do primeiro tempo.

Na etapa complementar, as duas equipes retornaram sem alterações e aos 49 minutos de jogo, Lisandro Lopez fez um gol anulado pelo árbitro, que marcou falta em Everton Ribeiro. Como o Flamengo não voltou bem, Vitinho foi escolhido por Ceni para entrar no lugar de Gabigol, aos 57. O gol anulado do Fla foi aos 59, Vitinho recebeu em impedimento e tocou para Arrascaeta balançar as redes. Seguiu 1 a 1. Em uma boa triangulação na esquerda, Filipe Luís cruzou e Everton Ribeiro de cabeça quase virou para o Mais Querido aos 72. O Fla teve outra chance aos 75, Arrascaeta achou o Vitinho por dentro, e o camisa 11 finalizou com perigo.

Porém, o momento do jogo virou quando Thuler foi expulso após uma entrada violenta, aos 81 minutos. Após a expulsão, Everton Ribeiro e Arrascaeta saíram para as entradas do volante João Gomes e do meia Diego Ribas. Para segurar um pouco mais o sistema defensivo, Gustavo Henrique entrou no lugar de Renê aos 93 minutos. E foi o que deu pra fazer para segurar o resultado: placar final, 1 a 1.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias do Flamengo

Blogs