Willian Arão fala pela primeira vez sobre problemas defensivos do Flamengo

MRN Informação | Bruno Guedes – Volante que se tornou zagueiro com a chegada do técnico Rogério Ceni, Willian Arão falou pela primeira vez sobre os problemas defensivos do Flamengo. Após o desembarque da delegação rubro-negra nesta manhã no Galeão, no Rio de Janeiro, o atleta explicou que o time vem se esforçando para melhorar. De acordo com o jogador, a equipe toda tem importância no sistema.

LEIA MAIS: Flamengo deve perder meio time em jogos decisivos para Seleções; veja a lista

Na temporada atual, o Flamengo sofreu 17 gols em 12 jogos. Entretanto, para Arão, os números altos não representam apenas problema no setor. Segundo o volante, é todo sistema que precisa funcionar na equipe. Mas afirmou que o time vem trabalhando para melhorar:

“Difícil falar (o que falta para acertar na defesa). Não é uma coisa só. Se eu tivesse a solução eu teria feito. A gente tem trabalhado todos os dias para isso. Às vezes são erros individuais, às vezes são erros coletivos, que acontecem. Estamos trabalhando para melhorar”, disse Willian Arão.

O jogador marcou um gol contra no empate de 2 a 2 com o Unión La Calera, nesta terça-feira. De acordo com Arão, o time se impôs sobre o rival. Mas destacou que os chilenos conseguiram marcar nas poucas oportunidades que tiveram durante a partida:

“Os caras chegaram duas vezes no nosso gol e fizeram dois gols. Daqui a pouco a gente vai acertar e, se Deus quiser, vamos parar de tomar gols”, declarou Willian.

Rogério Ceni fez coro com Willian Arão e explicou os problemas defensivos

Assim como Willian Arão, o técnico do Flamengo também falou sobre a fragilidade defensiva. Na coletiva de imprensa após a partida, Rogério Ceni defendeu os atletas. De acordo com ele, a equipe não sente falta do titular do setor, Rodrigo Caio. Mas ao falar dos gols sofridos, preferiu destacar os marcados:

CONFIRA: Não para de subir: SBT volta a bater recorde de audiência com o Flamengo

“Não posso dizer que é a falta do Rodrio Caio, senão o colocaríamos e deixaríamos de sofrer gols. Temos jogadores que estão jogando bem. Sofremos 15 gols, mas acredito que marcamos mais do que 30. Temos que olhar o outro lado de que somos um time que sempre busca o gol da vitória”, declarou Rogério.

Entretanto, o técnico do Flamengo se mostrou preocupado com a sequência da Copa Libertadores. Para ele, as falhas mostradas contra o Unión La Calera podem ser decisivos numa fase eliminatória:

“Quando chegar em um mata-mata, erros primários vão pesar muito, ou até mesmo agora na final do Estadual. Espero que consigamos entrar concentrados para não sofrer gols e ter que se desgastar mais. Fizemos de tudo para vencer. Temos que ter mais regularidade. Nosso time não é muito atacado, mas as bolas estão entrando”, desabafou Rogério Ceni.

Com o resultado no Chile, o Flamengo se manteve na liderança do Grupo G da Copa Libertadores com 10 pontos. No próximo sábado encara o Fluminense. A partida é a primeira das finais do Campeonato Carioca 2021.

Acompanhe o jornalista Bruno Guedes no Twitter

Seja apoiador do MRN: clique aqui e saiba mais!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Notícias do Flamengo

Blogs