NOME DO AUTOR

J. Luis Jr.

15 POSTS

Fla vingador e um time de volta aos trilhos

Independiente del Valle confirma que o último jogo foi apenas um acidente de percurso e firma-se como um novo freguês Poucas coisas me deixam tão...

Crônica Atlético-MG 2×1 Flamengo: Mesmos erros

Derrota salgada para o time rubro-negro e sofrida para a torcida do Mais Querido. Eram reais as chances de vitória no Independência.

A hora e a vez de Vinícius Júnior?

João Luis Jr. palpita sobre a situação do maior craque revelado pelo Flamengo nos últimos anos

A hora e a vez de Vizeu e Paquetá

"Não podemos negar que existem motivos pra ficarmos impressionados. Porque foi impressionante". Não deixe de ler a coluna de J. Luis Jr. desta semana.

Sobre Flamengo, erros, acertos e amor incondicional

Não é apenas defender contra tudo e contra todos, mas saber a hora de defender e a hora de criticar", na coluna desta semana do blog Último Homem

Sobre Flamengo e Nova Iguaçu (mas na verdade sobre Mancuello)

"Não adianta o jogador ser muito rápido, muito forte, pegar muito bem na bola, se ele também for, por falta de expressão melhor, burro pra caralho"

Sobre Flamengo, Ferj, mocinhos, bandidos e a alegria de finalmente estar do lado certo

Mesmo diante de todos os tons de cinza que existem no mundo do futebol, hoje temos a sensação de que existe um senso de honestidade no Flamengo

Dois pedidos para Zé Ricardo em 2017

Confira no post dessa semana o que o João Luis Jr. tá pedindo pro versão 2016 do Zé Ricardo

Deixa os moleques brincar

Estamos mimando demais os garotos? Ou o certo é jogar na fogueira mesmo? João Luis Jr. entra na discussão.

Uma abstinência em preto e vermelho

Na primeira semana é tranquilo. Depois começa a bater aquela fissura terrível de Flamengo!

Sobre Conca, Vitinho e outros titulares do time das especulações

Ah, o que seria do fim de ano sem as especulações de final de ano? Na coluna desta semana do blog Último Homem João Luis Jr. bate uma pelada sobre o assunto

2016: o ano do deixou chegar, fodeu (pra gente)

Em 2017 é preciso resgatar a tradição

A chamada hora do louco

Com o Palmeiras a sete pontos de distância e faltando 4 rodadas para o fim do campeonato, apenas dois cenários possíveis se desenham.

Um péssimo bom resultado ou um ótimo resultado ruim

Qual a lição que fica do jogo do último sábado, contra o Atlético-MG?

Ficando longe do fato de já estar meio que longe de tudo

O que quer que seja, seja cansaço, seja desorganização, seja falta de conversa, precisa ser resolvido até sábado.

Leia Também